<
>

Ambiente ruim? Diniz é sincero sobre 'torcida do Maracanã' e cita até Flu em 'missão Messi' para Brasil x Argentina: 'Tem que se preocupar'

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (20), prévia ao duelo contra a Argentina, o técnico da seleção brasileira, Fernando Diniz, falou sobre a importância de mandar o jogo no Maracanã.

Na visão do treinador, a torcida presente no "Maior do mundo" pode ajudar muito o Brasil no decorrer da partida, desde que a equipe "canarinho" mostre uma postura que agrade os presentes no estádio.

"Acredito que a seleção vai contribuir para o ambiente (ser positivo ou negativo). Concordo que o Maracanã responde de maneira diferente quando as coisas não andam bem, historicamente é assim, mas também responde bem quando as coisas andam bem", analisou.

"(O comportamento da torcida) Vai depender muito de como a equipe se portar. Espero que a gente consiga fazer um grande jogo, se portar muito bem. Sabemos que é uma equipe de grande qualidade, com um dos maiores jogadores da história, ainda terminando de construir sua linda história, mas a gente se preparou muito para o jogo e espera fazer uma grande partida, que a torcida consiga jogar junto com o time", acrescentou.

Questionado sobre a preocupação com o craque Lionel Messi, principal jogador da Albiceleste, Diniz admitiu que o fato de enfrentar o astro "mexe" com a cabeça de todos no Brasil.

O treinador ainda citou seu trabalho no Fluminense para explicar os motivos que quer "rechear" mais o meio-campo, de forma a impedir que Messi tenha liberdade.

"Messi mexe, mas a pergunta do meio-campo eu já respondi. Não vejo futebol dessa forma. Vou resgatar uma crítica que fizeram no Fluminense, que a gente jogava com quatro atacantes, mas contra o Inter em Porto Alegre, talvez no pior primeiro tempo que fizemos, a gente tinha dois volantes de marcação. Futebol não é isso, são os encaixes que a gente vai fazer", argumentou.

"Com o Messi, obviamente é diferente e tem que se preocupar. Não tem como não se preocupar com um jogador desse tamanho, mas também tem que jogar. Não pode fugir das nossas características e tentar conter a capacidade de criação que ele possui", finalizou.

Brasil e Argentina jogam nesta terça-feira (21), às 21h30 (de Brasília), pela 6ª rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo 2026.

As duas seleções vêm de derrota, tendo caído para Colômbia e Uruguai na semana passada, respectivamente.

Próximos jogos da seleção brasileira