<
>

Santos publica nota contestando escolha de Edina para apitar clássico por 'graves erros do passado'

Edina Alves Batista apita jogo no Campeonato Paulista Cesar Greco / Palmeiras

O San-São ainda não começou dentro do campo, mas polêmicas do passado foram reacendidas. Nesta segunda-feira (12), o Santos contestou a escolha da Federação Paulista da árbitra Edina Alves Batista para o jogo de quarta-feira (14).

O clube voltou a criticar a atuação da árbitra na partida contra o São Paulo pelo Campeonato Paulista de 2022, quando se sentiu prejudicado pela não marcação de duas penalidades.

Em sua nota, o Peixe pediu "retidão e imparcialidade" pelos "graves erros" cometidos na partida em questão. Na época, Edina chegou a ser afastada pela FPF.

Na ocasião, o Tricolor venceu a partida por 3 a 0 em plena Vila Belmiro. A Federação admitiu os erros nos pênaltis não assinalados em Marcos Leonardo e Ângelo.

Nesta quarta, no Morumbis, Edina Alves terá Marcelo Carvalho Van Gasse e Fabrini Bevilaqua Costa como assistentes. A bola rola às 19h30 (de Brasília).

Veja a nota oficial divulgada pelo Santos:

Sobre a escolha da árbitra Edina Alves para apitar o clássico São Paulo e Santos no Morumbis, o Santos FC respeita a decisão da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol, espera que graves erros cometidos pela arbitra no passado tenham servido de reflexão e aprimoramento em seu nível técnico para que possa conduzir junto com seus auxiliares um jogo tão importante da primeira fase do Campeonato, sem prejuízo ao espetáculo, para que os protagonistas da partida sejam os atletas.

O Santos FC está em fase de reconstrução de sua história, não precisa ser beneficiado, mas exige retidão e imparcialidade para que nada o prejudique nesta retomada.

Próximos jogos do Santos