<
>

Abel diz em que o Palmeiras foi melhor do que o Botafogo para conquistar título brasileiro: 'Nos deu força'

play
Abel Ferreira fala em 'descansar' após título do Palmeiras: 'Não sei se tenho energia suficiente para dar a esses jogadores' (1:06)

Alviverde conquistou o título após o empate com o Cruzeiro no Mineirão (1:06)

Após o 12º título brasileiro do Palmeiras, confirmado no empate em 1 a 1 com o Cruzeiro, nesta quarta-feira (6), Abel Ferreira disse o Alviverde soube ''lidar melhor com as dificuldades'' para levantar a taça no fim do campeonato.

Em entrevista coletiva, o treinador citou o Botafogo, que liderou por 31 rodadas, com uma vantagem que chegou a 13 pontos em relação ao próprio Palmeiras.

''Essa é uma boa pergunta para vocês fazerem aos jogadores, se nós desistimos internamente ou não. Não vou dizer. Eu não posso só falar da arrancada final, porque os pontos que fizemos na primeira jornada são tão importantes quanto o que fizemos na última. Por isso essa é uma competição de pontos corridos, de consistência, é uma maratona, de resiliência. Nessa competição ganhou uma equipe foi capaz de lidar melhor com os momentos de dificuldade. Foi a equipe que mesmo nos momentos de dificuldade, nunca desistiu'', afirmou.

''Chegamos a ficar a 14 pontos e tivemos uma reunião com os jogadores onde traçamos dois objetivos: um pelo resultado que era de lutar pelo título. Eu disse aos jogadores que tínhamos um caminho, que era lutar pelo título até o fim. E o outro que era o nosso orgulho e nosso caráter como equipe que ganha títulos de forma consistente'', declarou.

''Mais do que tudo era para trazer esse orgulho e esse caráter que eu sei que essa equipe tem e que andou perdido em algum momento desse ano. Não podemos esquecer porque houve muita gente que quis esquecer os dois títulos que nós ganhamos. E não são dois, são três. São três anos ganhando títulos de forma consistente. O difícil não é isso, é que quando você mais ganha, mais sobre o sarrafo'', completou.

Por fim, Abel pontuou que a amarga derrota na semifinal da CONMEBOL Libertadores para o Boca Juniors nos pênaltis pode ter sido o combustível para arrancada do Palmeiras na reta final do Brasileiro.

''Falei muitas vezes para os jogadores, quando passamos na frente, para se colocarem um pouquinho no lugar do Botafogo, do quanto aquela equipe deve estar sofrendo, do quanto os treinadores e torcedores não sofrem... A competição é assim... mas nós fomos a equipe capaz e que estava mais preparada para saber lidar com as adversidades. Quem sabe não foi a própria derrota da Libertadores que nos levou ali mais tempo para recuperar, foi muito duro. Eu acho que isso nos preparou e nos deu força para poder competir até o fim. Digam o que quiser, somos justos vencedores'', concluiu.