<
>

Abel fala em cansaço no Palmeiras, mas crava: 'Se fosse por dinheiro, eu tinha saído há dois meses'

play
Abel Ferreira fala em 'descansar' após título do Palmeiras: 'Não sei se tenho energia suficiente para dar a esses jogadores' (1:06)

Alviverde conquistou o título após o empate com o Cruzeiro no Mineirão (1:06)

A permanência de Abel Ferreira no Palmeiras em 2024 ainda é uma incógnita, mesmo depois da confirmação do título do Brasileirão na noite desta quarta-feira (6).

Em entrevista coletiva depois de partida contra o Cruzeiro, o treinador português afirmou que não deixaria o clube por dinheiro, mas admitiu cansaço pela rotina.

“Eu gostaria de dizer que saem notícias absurdas, de dinheiro, o que eu ganho. É tudo mentira. Nunca foi uma questão de dinheiro. Se fosse, eu tinha saído há dois ou três meses. Há um mês, eu não quis ouvir uma equipe, mas também não posso esconder que só de imaginar que dia 17 estaremos competindo outra vez, eu tenho que pensar como fiz na final da primeira CONMEBOL Libertadores e da segunda. Eu tenho um contrato e os contratos são para serem cumpridos, para os dois lados”, disse.

“Eu também já disse que estou cansado, são três anos seguidos. Quanto mais ganhamos, maior é exigência. Quando mais ganhamos, mais cobram e mais energia eu tenho que dar para os outros. Para o ano vai ser pior ainda. Não teremos descanso, teremos Sul-Americana, jogos de dois em dois dias. Para o próximo ano, teremos jogadores chamados para seleções... as pessoas têm que entender que nesse momento os clubes que vão enfrentar o Palmeiras no Campeonato Paulista já estão se preparando”, continuou.

“O Palmeiras ainda vai sair de férias e quando voltar tudo mundo vai querer ganhar do Palmeiras. Vão exigir de mim que eu faça melhor do que fiz ano passado e eu não sei se tenho energia suficiente para dar aos jogadores. Não sei se tenho energia para dar aos jogadores. Nesse momento eu preciso descansar. Vou fazer o que sempre fiz, vou para casa com a minha família e vou descansar... não deixa de ser verdade que eu tenho um bom contrato aqui, mas eu quero ter tempo para gastar o meu dinheiro”, completou.

Com contrato até o final de 2024, Abel recebeu proposta milionária do Al Sadd e pode deixar o Palmeiras. Ao todo, o treinador tem três anos no clube.