<
>

Libertadores-2024 conhece brasileiros da fase de grupos e tem 42 classificados; veja quem disputa as 5 vagas restantes

Taça da CONMEBOL Libertadores no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, em Guaiaquil, no Equador, durante a final de 2022 Hector Vivas/Getty Images

A última rodada do Campeonato Brasileiro definiu que Atlético-MG, Flamengo e Grêmio representarão o Brasil na fase de grupos da CONMEBOL Libertadores, ao lado daqueles que já estavam garantidos (Fluminense, Palmeiras e São Paulo). Botafogo e Red Bull Bragantino, por sua vez, jogarão a etapa prévia do torneio.

São, dessa forma, 42 times classificados para a próxima edição da Libertadores. Restam apenas cinco vagas: duas da Argentina, uma da Bolívia, uma do Chile e uma da Colômbia.

Veja abaixo quem está na disputa:

  • ARGENTINA - as vagas serão dos campeões da Copa da Argentina (Estudiantes ou Defensa y Justicia) e da Copa da Liga (Godoy Cruz, Platense, River Plate e Rosario Central estão na semifinal). Se River ou Rosario ganharem, o classificado será o Godoy Cruz, 5º colocado da liga

  • BOLÍVIA - a vaga será do campeão da Copa da Divisão Profissional, em que Universitario de Vinto, Bolívar, Always Ready, Aurora, Royal Pari, Blooming, Jorge Wilstermann e The Strongest estão garantidos nas quartas de final. Se Bolívar, The Strongest ou Always Ready, que já estão classificados, ficarem com o título, a vaga automaticamente será do Nacional Potosí, terceiro melhor colocado na tabela geral

  • CHILE - a vaga será do campeão da Copa Chile (Colo Colo ou Magallanes). Se Colo Colo vencer, cederá a vaga para o quarto colocado da liga (Palestino, Everton e Coquimbo Unido disputam a posição)

  • COLÔMBIA - a vaga será do campeão do Torneio Finalización. Independiente Medellín está na final e espera por quem avançar de Tolima e Junior Barranquilla

Veja a lista dos classificados à Libertadores de 2024:

  • Argentina: River Plate, Rosario Central, San Lorenzo e Talleres

  • Brasil: Atlético-MG, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Palmeiras, Red Bull Bragantino e São Paulo

  • Bolívia: Always Ready, Bolívar e The Strongest

  • Chile: Cobresal, Colo Colo e Huachipato

  • Colômbia: Águilas Doradas, Atlético Nacional e Millonarios

  • Equador: Aucas, Barcelona, El Nacional, Independiente Del Valle e LDU

  • Paraguai: Cerro Porteño, Libertad, Nacional e Sportivo Trinidense

  • Peru: Alianza Lima, Melgar, Sporting Cristal e Universitario

  • Uruguai: Defensor, Liverpool, Nacional e Peñarol

  • Venezuela: Caracas, Deportivo Táchira, Puerto Cabello e Portuguesa