<
>

Efeito Corinthians: torcida do Boca picha muro da Bombonera e detona Riquelme após queda na Libertadores

Torcida do Boca Juniors pichou o muro da Bombonera e o alvo foi Juan Román Riquelme, ídolo do clube e atual vice-presidente


A eliminação para o Corinthians na Conmebol Libertadores instaurou a crise no Boca Juniors. Um dia após a queda, o clube argentino optou pela demissão do técnico Sebastián Battaglia. Já nesta quinta-feira (7), foi a vez de Riquelme ser alvo da torcida xeneize.

O vice-presidente de futebol do clube argentino teve o nome posto em uma mensagem feita pela torcida do Boca nos muros da Bombonera. Em dois locais distintos do estádio apareceu a frase: "Acabou o roman$e'.

O alerta fica ligado no Boca Juniors já que, até o momento, o ex-meia, multicampeão e ídolo do Boca Juniors, jamais havia sido citado em nenhum protesto feito pela torcida.

De acordo com o jornal argentino Olé, uma das interpretações é o possível descontentamento dos torcedores com a demissão de Battaglia, já que a decisão de cortar o treinador partiu de Riquelme.

Vale lembrar que o ex-zagueiro é o maior vencedor da história do clube da Bombonera. Como jogador foram 17 títulos. Já como técnico venceu dois. A Copa Argentina, em 2021, e a Copa da Liga Argentina, em 2022.

Até o momento, a diretoria do Boca não se pronunciou sobre o assunto. Battaglia esteve nesta quita no centro de treinamentos do clube, em Ezeiza, para se despedir do elenco. Ibarra, ex-atleta da equipe argentina, assume de forma interina.

O próximo compromisso xeneize será no sábado (9). Pelo Campeonato Argentino, o Boca faz o clássico contra o San Lorenzo, às 15h30, no Estádio Nuevo Gasómetro.