<
>

Libertadores: os feitos inéditos - e indesejáveis - que Boca e River alcançaram com quedas precoces na Libertadores

Dupla de gigantes da Argentina já disse adeus à disputa do mata-mata da Conmebol Libertadores 2022


Boca Juniors e River Plate não tiveram uma boa semana quando o assunto é a Conmebol Libertadores. Isso porque os dois gigantes argentinos, em 'sincronia', disseram adeus de maneira precoce à disputa da competição continental nas oitavas de final, e isso aconteceu pela primeira vez na história.

Nunca antes na Libertadores os dois times haviam sido eliminados juntos nesta fase do mata-mata, ocasionando um feito inédito na história da competição continental.

Este, porém, não foi o único feito. Já que, pela primeira vez desde 2014, as quartas de final da Libertadores não terão nem Boca ou River classificados.

Enquanto o Boca foi eliminado para o Corinthians, em plena Bombonera após derrota nos pênaltis, o River caiu para o compatriota Vélez Sarsfield, depois de ter perdido o primeiro jogo por 1 a 0 e empatado por 0 a 0 na volta.

Talleres e Vélez são os únicos argentinos já garantidos nas quartas, e pode, ganhar a companhia do Estudiantes, que nesta quinta-feira (7), a partir das 21h30, recebe o Fortaleza em casa, pelo jogo de volta das oitavas, com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.