<
>

Palmeiras: Abel Ferreira usou 'método Van Gaal' com brasileiro para conquistar título pelo Sporting

Nesta quarta-feira, o Palmeiras recebe o Ceará, ás 16h30 (de Brasília), no Allianz Parque, pela ida das quartas-de-final da Copa do Brasil.

Com oito desfalques e um time totalmente desfigurado, o Verdão conta com a expertise do técnico português Abel Ferreira para superar os problemas e conseguir um bom resultado em sua casa.

E, segundo mostra seu histórico, coragem é o que não falta ao jovem treinador palestrino.

Com uma carreira relativamente curta em times profissionais (o Braga, em 2017, foi seu primeiro time sem ser base ou equipe B), Abel só tem um título até hoje: a Taça de Honra, vencida em 2013 com o time B do Sporting.

Essa competição reúne apenas equipes do Distrito de Lisboa, e, em 2013, foi disputada por Estoril e Belenenses, além dos times B de Benfica e Sporting.

Após vencer os Encarnados por 2 a 1 na semifinal, o alvivede de Abel Ferreira encarou o Estoril na grande decisão, que foi um verdadeiro jogaço.

Betinho abriu o placar para o Sporting, mas Rubén Fernandes, Carlitos e Sebá viraram para 3 a 1. No 2º tempo, todavia, Betinho fez mais um, e Iuri Fernandes deixou tudo igual nos minutos finais.

Em meio à tensão, a partida se encaminhava para a decisão nos pênaltis. E foi aí que Abel mostrou seu feeling de treinador.

Já nos acréscimos, o comandante anunciou uma substituição que deixou todos boquiabertos: sacou o brasileiro Victor Golas, goleiro titular do Sporting, e colocou o arqueiro reserva, Mickael Meira.

E a estratégia, que ficou mundialmente famosa após ser adotada pelo técnico da Holanda, Louis van Gaal, contra a Costa Rica, pelas quartas-de-final da Copa do Mundo 2014, deu certo!

Mickael Meira defendeu a 2ª cobrança do Estoril e, nas alternadas, viu o clube amarelo bateu para fora, dando o título da Taça de Honra a Abel Ferreira e seu Sporting.

Sete anos depois desse jogo, a ESPN procurou Victor Golas, o goleiro que jogou os 90 minutos mas foi substituído antes das penalidades, para comentar o caso.

Atualmente no Marcílio Dias-SC, o jogador de 29 anos relembrou o início de trabalho com o hoje comandante do Palmeiras.

"O Abel assumiu o sub-19 do Sporting como treinador logo depois que encerrou a carreira (de lateral-direito). Nessa época, eu estava na equipe profissional do Sporting (depois de passar pelo sub-19). Aí o Sporting fez uma equipe para disputar um torneio de pré-temporada, metade do time viajou e a outra metade ficou em Portugal para a Taça de Honra", lembrou.

"Essa foi minha 1ª experiência com o Abel como treinador. Fomos campeões juntos, ganhando do Benfica na semifinal e do Estoril na grande final", relatou.

Sobre o fato de ter deixado o jogo antes das penalidades, Golas admite que, no dia, custou a compreender a decisão de Abel Ferreira.

"Teve um fato curioso na final da Taça de Honra: eu joguei o jogo inteiro e, na hora dos pênaltis, ele colocou outro goleiro. Hoje é engraçado, mas, na hora, não foi muito... Ele não explicou (o porquê de ter decisido pela alteração). Mas acabou que ganhamos nos pênaltis", salientou.

Em sua coletiva pós-jogo naquele dia, Abel também não falou sobre a opção por Mickael Meira, preferindo exaltar o grupo sportinguista.

"Quando representamos o Sporting, temos uma imagem a defender, foi isso que lhes passei. As vitórias trazem mais responsabilidades, mas esta equipe está a aprender comportamentos. É uma extensão para a time A, e o treinador principal, sempre que entender, pode vir aqui buscar os jogadores que entenda. Temos 15 dias de trabalho e temos de continuar a trabalhar com humildade para, no final, ajudarmos a equipe principal", afirmou.

Curiosamente, Mickael não conseguiu construir uma carreira de sucesso depois disso.

Ele jamais jogou pelo elenco principal do Sporting, e atualmente defende o pequeno Amora FC, também de Portugal.

Abel Ferreira, por sua vez, vem em boa ascensão.

Apos começar no profissional do Braga, em 2017, ele foi contratado pelo PAOK, da Grécia, e agora chegou ao Palmeiras, pelo qual soma duas vitórias em dois jogos.