<
>

Antes do Mundial, Cano revela característica que ele tem, mas Haaland e Benzema não

Germán Cano comemorando título da Libertadores pelo Fluminense enrolado na bandeira da Argentina MARCELO GONÇALVES/FLUMINENSE FC

Um dos grandes artilheiros do mundo, Germán Cano vive a expectativa da disputa do Mundial de Clubes com o Fluminense, onde poderá enfrentar grandes nomes como Karim Benzema e Erling Haaland.

Apesar de representarem a elite dos atacantes, Cano tem uma coisa que a dupla não tem. Pelo menos é isso que o argentino garante.

"Eles são jogadores muito técnicos. Benzema é um jogador muito técnico e com muita qualidade. É um dos melhores jogadores do mundo na minha posição. Tem muita qualidade. Admiro muito seu jeito de jogar e me comparo com ele também", disse em entrevista ao ge.

"Temos algumas coisas semelhantes, não muitas, mas sobretudo o gol. Isso para mim é importante. Acho que a entrega pelo time (ele tem e os outros não). Acho que a entrega que eu tenho dentro de campo para ajudar meus companheiros não é todo mundo que pode fazer. E acho que a gente faz do jeito que o Fernando pede", completou.

No Fluminense, que voltou aos trabalhos neste domingo (10) depois da folga após o fim do Brasileirão. E o lema da CONMEBOL Libertadores foi apenas adaptado. Todo dia é 22 de dezembro. Para o artilheiro, porém, nada muda.

"A gente sempre se prepara do mesmo jeito nos jogos para fazer o que Fernando pede dentro do campo e sei que ganhar a Libertadores foi um momento muito especial e interessante também. Vamos com todo sonho de competir e ganhar o torneio. Sabemos que é muito difícil, mas no futebol qualquer coisa pode acontecer e encaramos tudo da mesma maneira", afirmou.