<
>

Renato Augusto volta a ser relacionado, se diz recuperado de lesão e abre o jogo sobre ambiente no Corinthians

play
Escolheu o Corinthians! Fausto Vera fala de propostas da Europa e conta o que levou a optar pelo Timão; VEJA (0:40)

Apresentado oficialmente, volante deixou o Argentinos Juniors para reforçar equipe brasileira (0:40)

Sem entrar em campo desde junho, meio-campista estará à disposição de Vítor Pereira contra o Avaí pelo Brasileirão


Fora do Corinthians há 13 jogos, Renato Augusto garantiu que está recuperado de uma lesão na panturrilha. O meio-campista viajou com o time para Florianópolis e pode ganhar minutos em campo diante do Avaí neste sábado (6), na Ressacada, às 19h, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em entrevista à Corinthians TV, o camisa 8 afirmou que se sente bem, mas admitiu que perdeu ritmo e que precisará de tempo para se adaptar aos jogadores que chegaram ao elenco comandado por Vítor Pereira.

''Hoje me sinto bem. Claro que ficar um tempo parado você acaba perdendo um pouco do ritmo, mas agora é aproveitar cada jogo, cada minuto em campo para readquirir esse ritmo. Me adaptar aos jogadores que chegaram, entender como cada um gosta de gostar e tentar classificar nas copas, onde estamos em situação delicada, e seguir firme no Brasileiro'', disse o atleta.

O Timão foi derrotado nos jogos de ida das quartas de final tanto da Copa do Brasil para o Atlético-GO, quanto na Conmebol Libertadores para o Flamengo e agora terá que reverter os dois placares de 2 a 0 se quiser avançar nas duas competições. Por outro lado, no Brasileirão, o clube alvinegro é vice-líder e terá o clássico contra o Palmeiras no próximo sábado (13), em confronto direto na briga pelo título.

Apesar da fase, que já esteve melhor devido aos últimos resultados, Renato Augusto assegurou que o ambiente no Timão é espetacular.

''A gente sempre fala que quando ganha nunca tem problema nenhum e quando perde, surgem problemas saindo da grama. A gente sabe como é aqui, como é a pressão e a gente tenta não pensar nisso, ver coisas de fora, a gente sofre também, queremos o time sempre vencendo, estamos em um ambiente espetacular, acho que isso nos ajuda a estar numa situação nessa. Somos vice-líderes do Campeonato Brasileiro e estamos em duas quartas de final que não é simples jogar a cada dois, três dias. A gente tem um ambiente bom, grupo bom, independentemente do resultado temos que manter o ambiente bom para que a gente possa continuar brigando lá em cima'', começou por afirmar:

''Eu sempre falo que no futebol o bom do momento ruim é que ele passa rápido, e o ruim do momento bom é que ele também passa rápido... O futebol te dá a oportunidade de poder dar a volta por cima, mas o mais difícil depois é tentar manter. Temos que ter o grupo fechado, unido para manter essa sequência de jogos por mais tempo possível'', concluiu Renato.