<
>

Ceni revela conversa com chefão do Manchester City antes de salvação do Bahia e garante permanência para 2024

Nesta quarta-feira (6), o Bahia goleou o Atlético-MG por 4 a 1, na Fonte Nova, em Salvador, e escapou do rebaixamento na última rodada do Brasileirão. Após a partida, o técnico Rogério Ceni contou os bastidores que antecederam a "decisão" e revelou, inclusive, uma conversa com um dos "chefões" do Manchester City, que também pertence ao City Football Group.

O comandante do Esquadrão de Aço disse que conversou com Ferran Soriano, executivo do City, às vésperas da partida na capital baiana e que, antes mesmo do resultado final contra o Galo, recebeu o voto de confiança do dirigente, que afirmou que deseja a sua permanência no clube para 2024.

"Ontem o Ferran (Soriano) me ligou. E perguntou: como você está? Eu falei: estou triste, chateado, lamento por essa situação. Ele respondeu: a tristeza tem que durar 24 horas, depois temos que partir para a próxima. E falou para mim: independente de onde a gente acabe, eu quero que você continue o projeto", começou por dizer.

"E isso é diferente na vida. Se você não quiser ficar, eu vou entender. E eu disse: seja na Série A ou na Série B, eu assinei pelo projeto e vou continuar. E hoje culminou com nossa presença na Série A, e isso faz diferença. É muito importante ter o suporte dessas pessoas, que sempre me trataram da mesma maneira, não importa o resultado", complementou.

Com a vitória, o Bahia foi a 44 pontos e terminou o Brasileirão em 16° na tabela, à frente do Santos, que acabou rebaixado. Em campo, o Tricolor marcou com Cauly, Luciano Juba, Thaciano e Ademir, enquanto o Atlético descontou, ainda no primeiro tempo, com Paulinho.