<
>

Prêmio ESPN Bola de Prata: Guilherme Arana, do Atlético-MG, assume liderança e tenta superar frustração de 2017

play
Benjamin Back 'sugere' Corinthians com seis volantes contra o Atlético-MG: 'É sério! Vai para empatar...' (0:49)

'O cenário é ruim; põe 10 caras lá atrás e pronto', completou o apresentador do Fox Sports Rádio (0:49)

Um dos destaques do Atlético-MG na goleada sobre o Flamengo por 4 x 0 na última rodada (20ª) do Brasileirão, o lateral-esquerdo Guilherme Arana deu uma assistência para Eduardo Sasha, e voltou para a seleção do 51º Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet, pegando o lugar de Filipe Luís, do Flamengo.

Com a pontuação em 5,46, Arana conseguiu abrir uma vantagem interessante sobre o jogador do Flamengo, que vem na vice com 5,35. Completando o Top 5, estão Danilo Barcelos (Fluminense), com 5,32; Reinaldo (São Paulo), com 5,26; e Matias Viña (Palmeiras), com 5,17.

Aos 23 anos, Arana tem agora 2 gols e 3 assistências no Brasileiro e vem fazendo uma ótima temporada no time de Jorge Sampaoli. Presente em 19 das 20 partidas do time, o lateral-esquerdo entrou ainda seis vezes na seleção da rodada do campeonato (1ª, 7ª, 10ª, 13ª, 16ª e 20ª).

Campeão brasileiro com o Corinthians em 2015 e 2017, Guilherme Arana busca novamente o título nacional e conquistar pela primeira vez o Bola de Prata. Em 2015, em seu primeiro campeonato, fez apenas 14 jogos e não teve o número mínimo de partidas para concorrer ao prêmio. Já em 2017, foi o segundo colocado, atrás de Reinaldo (Chapecoense, hoje no São Paulo).

Se conseguir o prêmio, Arana poderá repetir o feito de outros laterais esquerdos do Galo que levaram o cobiçado troféu: Dedé (1997), Douglas Santos (2015) e Fábio Santos (2016). Na história do prêmio, desde 1970, o Santos ainda é o clube com mais vencedores do Bola de Prata na lateral-esquerda (7), seguido por Flamengo (6), Corinthians, Palmeiras e Vasco (4) e Atlético-MG, Botafogo, Grêmio e São Paulo (3).

Já o ex-lateral Júnior (Flamengo), segue como o mais premiado, com 4 Bolas de Prata, seguido por Marinho Chagas, Mazinho, Wladimir, Kléber, Roberto Carlos e Léo (todos com 3 cada).

Relembre todos os vencedores da lateral-esquerda: