<
>

Prêmio ESPN Bola de Prata: Volpi tem 2ª maior nota da história em rodada que definiu seleção do 1º turno; veja como ficou

Artilheiro do Brasileirão com 15 gols e um dos líderes em assistências (5), o atacante Thiago Galhardo, do líder Internacional fechou o primeiro turno como o melhor jogador no 51º Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet, seguido agora bem de perto de Marinho. O atacante do Santos, que marcou seu 12º gol na vitória contra o Bahia e tem também 5 assistências, está apenas 0,01 ponto atrás de Thiago Galhardo no Bola de Ouro (5,79 x 5,78).

Ao final dessa última rodada do primeiro turno, a seleção do Bola de Prata teve apenas uma mudança em relação ao time ideal da 18ª rodada, na troca dos zagueiros paraguaios: saiu Junior Alonso, do Atlético-MG, entrou Gustavo Gómez, do Palmeiras.

Assim, a seleção do primeiro turno terminou com representantes de seis times, sendo cinco jogadores do Flamengo, dois do São Paulo, dois do Internacional, um do Santos e um do Palmeiras, além do técnico Sampaoli, do Atlético-MG.

A seleção do Bola de Prata após a 19ª rodada ficou dessa forma: Tiago Volpi (São Paulo), Isla (Flamengo), Gustavo Gómez (Palmeiras), Diego Costa (São Paulo) e Filipe Luís (Flamengo); Edenílson (Internacional), Gerson (Flamengo), Éverton Ribeiro (Flamengo) e Arrascaeta (Flamengo); Marinho (Santos) e Thiago Galhardo (Internacional). Técnico: Jorge Sampaoli (Atlético-MG).

Tiago Volpi tem a maior pontuação no prêmio ESPN Bola de Prata 2020

Com dois pênaltis defendidos e autor de uma assistência na goleada do São Paulo por 4 x 1 sobre o atual campeão Flamengo, o goleiro Tiago Volpi fechou a 19ª rodada com a maior pontuação (9,11) no prêmio Bola de Prata ESPN 2020.

Essa foi também a segunda maior pontuação individual na história do atual formato do Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet (nota + estatísticas, desde 2017), atrás apenas de Arrascaeta, do Flamengo, que na 10ª rodada de 2019 conseguiu 9,22 pontos (com 3 gols e duas assistências contra o Goiás).

Só eles dois superaram 9 pontos em uma rodada neste formato do Prêmio. Tiago Volpi é o primeiro goleiro desde Diego Alves em agosto do ano passado (contra o Vasco) a defender dois pênaltis na mesma partida. Ele também é o quarto goleiro que dá uma assistência no Brasileirão este ano.

Nessa 19ª rodada, Fernando Diniz recebeu a maior nota individual em uma rodada até agora este ano, ficando com 8,5 após a ótima vitória sobre o Flamengo. Ainda no jogão do Maracanã, Tchê Tchê, que jogou como lateral-direito, apareceu pela primeira vez no time de melhores de uma rodada individual. Matheus Henrique (Grêmio), Zé Rafael (Palmeiras) e Luciano (São Paulo) apareceram pela primeira vez também.

Já Marinho (Santos) entrou pela quinta vez na seleção da rodada, igualando Thiago Galhardo (Internacional) como os jogadores que mais vezes ficaram no time ideal de uma rodada.

A seleção da 19ª rodada do Bola de Prata ficou assim: Tiago Volpi (São Paulo), Tchê Tchê (São Paulo), David Braz (Grêmio), Gustavo Gómez (Palmeiras) e Reinaldo (São Paulo); Jobson (Santos), Matheus Henrique (Grêmio), Zé Rafael (Palmeiras) e Raphael Veiga (Palmeiras); Marinho (Santos) e Luciano (São Paulo). Técnico: Fernando Diniz (São Paulo).

Desde 2017, o prêmio conta com a pontuação composta por 40% de estatísticas (o Algoritmo DataESPN) + 60% das notas dos jornalistas.