<
>

Prêmio ESPN Bola de Prata: Atlético-MG domina a 13ª rodada, e goleiro do Sport entra na seleção geral

play
Recuperado da COVID-19, Domènec Torrent volta a comandar treinamento no Flamengo (0:28)

O treinador participou da atividade da manhã desta segunda-feira, no Ninho do Urubu (0:28)

Líder do Brasileirão e 100% em casa, o Atlético-MG saiu atrás do placar contra o Vasco, mas virou o jogo rapidamente e goleou o time carioca por 4 x 1. Assim, o Galo fechou a seleção da 13ª rodada com mais representantes no 51º Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet.

Entre os 11 melhores da rodada, quatro foram do Galo, além do técnico Jorge Sampaoli. Além disso, o meia Nathan acabou como o melhor pontuador da rodada (6,48). Pela quarta vez um jogador do Atlético-MG, aliás, termina como o craque da rodada, depois de Marrony (3ª) e Keno, nas duas últimas (11ª e 12ª). Os laterais Guga e Guilherme Arana, que marcaram gol na vitória do Galo, entraram na seleção da 13ª rodada, assim como o zagueiro Junior Alonso, que agora é o 3º melhor zagueiro no geral do campeonato.

Nesta 13ª rodada, outro clube com bastante representantes na seleção foi o Flamengo, com quatro jogadores: o jovem zagueiro Natan, o volante Gerson e os atacantes Bruno Henrique e Pedro, que deu cinco finalizações na partida (três no alvo) e marcou um gol. Gerson e Bruno Henrique, vencedores do prêmio em 2019, entram pela primeira vez na seleção da rodada em 2020.

Nessa 13ª rodada, o Sport, surpresa desse Brasileirão, colocou dois jogadores na seleção: o goleiro Luan Polli e o volante Marcão Silva, que marcou um gol na vitória sobre o Bahia. Raphael Veiga, autor de um gol na vitória do Palmeiras sobre o Ceará, também figurou entre os melhores.

A seleção da 13ª rodada do Bola de Prata ficou assim: Luan Polli (Sport), Guga (Atlético-MG), Natan (Flamengo), Junior Alonso (Atlético-MG) e Guilherme Arana (Atlético-MG); Marcão Silva (Sport), Gerson (Flamengo), Raphael Veiga (Palmeiras) e Nathan (Atlético-MG); Pedro (Flamengo) e Bruno Henrique (Flamengo). Técnico: Jorge Sampaoli (Atlético-MG)

Luan Polli é a grande novidade na seleção geral do Bola de Prata

Principal nome do Sport nessa arrancada no Brasileirão sob o comando do técnico Jair Ventura, o goleiro Luan Polli foi o melhor da rodada pela segunda vez e assumiu a liderança entre os goleiros na seleção geral do Bola de Prata.

Reserva de Maílson no início do campeonato, Luan Polli, aos 27 anos, vem fechando o gol do Leão e entra na disputa pela Bola de Prata, podendo repetir o feito de Gilberto, em 1992, o único goleiro a ganhar o prêmio pelo Sport em 50 edições. Na história do prêmio, apenas outros três jogadores do Sport levaram a Bola de Prata: o lateral direito Aílton (1992), o meia Jackson (1998) e o atacante Diego Souza (2016, como artilheiro).

Ao final da 13ª rodada, outra novidade na seleção do Bola de Prata foi a volta do meia Vinícius, do Ceará, que pegou o lugar do meia Benítez, do Vasco.

A seleção do Bola de Prata após a 13ª rodada ficou assim: Luan Polli (Sport), Saravia (Internacional), Gustavo Gómez (Palmeiras), Leandro Castán (Vasco) e Guilherme Arana (Atlético-MG); Patrick de Paula (Palmeiras), Dodi (Fluminense), Vinícius (Ceará) e Arrascaeta (Flamengo); Marinho (Santos) e Thiago Galhardo (Internacional). Técnico: Jorge Sampaoli (Atlético-MG)

Desde 2017, o prêmio conta com a pontuação composta por 40% de estatísticas (o Algoritmo DataESPN) + 60% das notas dos jornalistas.