<
>

Bola de Prata: Jorge Jesus transforma Flamengo (e o Brasil) e é 1º técnico estrangeiro premiado

“Olê, olê, olê, olê, Mister, Mister!”

Ser ídolo de uma equipe como treinador é para poucos. Mas o português Jorge Jesus definitivamente é! Em meio ano, não só ganhou títulos como transformou o Flamengo.

"O troféu (do Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet) faz parte da estrutura do Flamengo, que tem um grupo de jogadores sensacionais e apaixonados pelo que fazem. Quero dar parabéns aos nossos advesrários. O Famengo é o vencedor, mas tivemos rivais que nos obrigaram a ter um empenho muito grande", disse o português após receber o prêmio das mãos de Joel Santana.

Jesus estreou no Brasileirão no dia 14 de julho. Na 10ª rodada da competição, pegou o time já com oito pontos de desvantagem para o Palmeiras.

Veja e reveja, detalhe a detalhe, como foi o Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet

Terminou não só como campeão, mas com praticamente todos os recordes e 16 pontos de frente para qualquer adversário.

Ele se tornou apenas o segundo estrangeiro a conquistar um Campeonato Brasileiro – antes dele, só o argentino Carlos Volante, que faturou justamente o primeiro da história: a Taça Brasil de 1959.

E agora é o primeiro ‘gringo’ a ganhar o Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet como o melhor treinador da competição.

Jesus fez muito mais do que ser campeão: mudou a forma de se encarar o futebol no Brasil.

Não quis saber de poupar jogadores, sempre mandou a campo sua força máxima. E provou que é possível ser campeão jogando um futebol ofensivo, propondo o jogo.

Quebrou tantos paradigmas que acabou atraindo até um certo ‘ciúme’ dos companheiros de posição.

Se alguém ainda duvida de Jorge Jesus e diz que o estrelado elenco do Flamengo o carregou nas costas, os próprios jogadores dão a resposta.

“Ele mudou a minha vida em três meses. Se não treinasse da maneira que treina, não teria tirado o melhor de mim”, disse o zagueiro Pablo Marí.

“É um dos grandes técnicos com quem já trabalhei. Acredito que ele tenha me reinventado. Sou muito grato a ele, mudou a minha vida realmente”, derreteu-se Gabigol.

“Ele mudou o nosso patamar, temos que enaltecer muito o trabalho dele”, decretou Éverton Ribeiro.