<
>

Copa Africana das Nações: Salah marca e comanda virada do Egito na prorrogação em cima de Marrocos

play
Super Bowl é logo alí! Domingo é dia de finais de Conferência da NFL; dê um F5 no Star+ e saiba tudo sobre as partidas (1:34)

Bengals, uma das surpresas da temporada, enfrentam os Chiefs de Mahomes, enquanto os Rams esperam reverter a sorte contra os 49ers (1:34)

O Egito está classificado para a semifinal da Copa Africana das Nações. Neste domingo (30), Salah marcou e fez a jogada da virada dos egípcios em cima de Marrocos, na dramática vitória por 2 a 1. O adversário na próxima fase será o Camarões


Favorito no confronto diante de Marrocos, o Egito levou um susto logo nos primeiros minutos. Em lance pelo lado direito da área, Hakimi foi derrubado por um forte carrinho. O árbitro não assinalou pênalti e precisou da ajuda do VAR para finalmente marcar a infração.

Na cobrança, Koufal bateu bem de pé direito, sem chances para o goleiro, para fazer 1 a 0 para o Marrocos. A partir daí, o confronto virou uma 'panela de pressão' para os egípcios, que se mostravam muito irritados com a arbitragem e reclamavam a cada falta marcada para os marroquinos.

Tensa, a seleção do Egito só ameaçou chegar ao empate com duas finalizações de fora da área, bem defendidas pelo goleiro. No segundo tempo, o que se desenhava um drama para os egípcios se transformou em festa. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Salah completou rebote do goleiro e deixou tudo igual.

Era esperado que, após o empate, o Egito fosse para cima, mas não foi o que aconteceu. O Marrocos se soltou em campo, controlou o meio-campo e não deixou ser encurralado no campo de defesa. Em meio a uma partida tensa, com simulações de agressão e empurra-empurra entre atletas das duas seleções, os marroquinos seguiam melhores.

A melhor chance até então do segundo tempo veio com a 'zebra' aos 35 minutos do segundo tempo. Após cruzamento para a área pelo lado esquerdo, Aguerd deu uma bela cabeçada, mas Gabaski conseguiu um milagre ao espalmar a bola no travessão e evitar o segundo gol marroquino.

O problema é que Gabaski sentiu o adutor da coxa nos minutos finais e ficou em campo no sacrifício, a espera da prorrogação da partida, uma vez que não queria ser substituído. A reta final do jogo foi com as duas seleções não querendo mais atacar e somente à espera da prorrogação.

O tempo extra começou com o Marrocos em cima do rival. Gabaski não suportou as dores e deixou o gramado para a entrada de Sobhy, de apenas 22 anos.

Foi neste cenário dramático que entrou em cena a figura de Mohamed Salah. Isolado no ataque pela direita, o atacante fez lindo lance e apenas rolou para Trezeguet, sem goleiro, virar a partida para o Egito.

No segundo tempo da prorrogação, Marrocos não conseguiu mostrar força para sufocar o Egito. Sem acertar nenhum chute a gol, os marroquinos sofriam com o contra-ataque egípcio, sempre liderado por Mo Salah.

Ao apito final, festa do Egito em campo, que vai à semifinal da Copa Africana das Nações.