<
>

Barcelona mira Aubameyang, em baixa no Arsenal, como reforço para o ataque

Barcelona voltou às compras e quer reforçar o seu ataque


O atacante do Arsenal Pierre-Emerick Aubameyang é um dos jogadores que o Barcelona está considerando como uma solução de curto prazo para seus problemas de marcar gols, já que um acordo com o atacante da Juventus Álvaro Morata parece improvável, disseram fontes à ESPN.

O Arsenal está aberto à saída de Aubameyang em janeiro, depois que seu relacionamento com o técnico Mikel Arteta piorou, mas apenas se a maior parte de seus salários de £ 250 mil (R$ 1,8 milhão) por semana forem cobertos. Idealmente, fontes disseram à ESPN que o clube do norte de Londres contrataria um substituto, embora isso não seja entendido como um fator decisivo.

Além do interesse do Barça, a Juventus e o Al Hilal da Arábia Saudita também estão ligados a Aubameyang.

O técnico do Barça, Xavi Hernandez, quer adicionar um atacante ao seu elenco antes do fechamento da janela de transferências na segunda-feira, mas qualquer chegada dependerá do ala Ousmane Dembélé assinar uma extensão de contrato ou se mudar para outro lugar.

A ESPN noticiou pela primeira vez em dezembro que Morata era o principal alvo de ataque do clube, mas até agora não conseguiu chegar a um acordo com o espanhol.

Morata, de 29 anos, está emprestado à Juventus pelo Atlético de Madrid, e qualquer transferência exigiria o aval de ambos os clubes. No entanto, o Atlético está lutando com o Barça por um lugar entre os quatro primeiros da LaLiga e está relutante em fortalecer um rival direto.

Fontes disseram à ESPN que o Atlético estaria aberto a um acordo permanente, com Morata sem contrato em 2023, mas o Barça quer uma solução temporária. Portanto, o Barça está explorando outras opções, incluindo alternativas além de apenas Aubameyang.

Aubameyang, 32, não joga pelo Arsenal desde 6 de dezembro. Ele foi oferecido ao Barça anteriormente, mas o clube priorizou outros jogadores. No entanto, fontes da ESPN disseram que a situação com Morata os levou a contemplar uma mudança para o internacional do Gabão desta vez.

Xavi também está interessado em trazer um lateral-esquerdo - com Nicolas Tagliafico, do Ajax, entre os alvos do clube -, mas a prioridade é adicionar mais gols ao time depois que o atacante Ansu Fati foi descartado por dois meses.

A lesão na coxa de Ansu ocorre após a aposentadoria do atacante Sergio Aguero e com a incerteza que continua cercando o futuro de Dembélé, que está sem contrato neste verão.

Qualquer entrada a mais no Camp Nou este mês dependerá das saídas dos jogadores. O clube está operando com um limite de gastos imposto pela LaLiga de € 97 milhões para a temporada e pode investir apenas 25% do que arrecada em novos jogadores.

Eles já contrataram Dani Alves e Ferran Torres em janeiro, com este último registrado na LaLiga após a transferência de Philippe Coutinho para o Aston Villa e o corte salarial de Samuel Umtiti.

O Barça também espera concluir a contratação de Adama Traore, do Wolverhampton Wanderers.

Traore, que passou pelo sistema juvenil do Barça, chegará inicialmente por empréstimo e aceitou um salário baixo até o final da temporada, com fontes dizendo à ESPN que isso permitirá que o Barça registre o atacante espanhol na liga.

Se Dembélé sair antes de segunda-feira - ou mesmo se ele assinar uma extensão - isso liberaria espaço suficiente no teto salarial para adicionar outro atacante e potencialmente um zagueiro.

O contrato de Dembélé expira em junho, e até agora ele recusou as ofertas do Barça para prorrogar. O Barça disse a ele que se ele não assinar um novo contrato, ele deve encontrar um novo clube antes de 31 de janeiro. O agente do jogador, Moussa Sissoko, esteve na cidade catalã esta semana para discussões para tentar encontrar uma solução para o problema impasse.