<
>

Jorginho é sincero sobre Eurico no Vasco: 'Um dos melhores presidentes que tivemos, apesar de não pagar a gente direito'

play
Do charuto às conversas nos bastidores: Jorginho abre o jogo sobre como era trabalhar com Eurico Miranda no Vasco (0:56)

Jorginho, lateral do tetra, é o convidado do Resenha ESPN desta semana (0:56)

Jorginho é o convidado do Resenha desta sexta-feira, às 22h, pela ESPN no Star+


Tetracampeão do mundo, Jorginho é o convidado do Resenha desta sexta-feira (28), às 22h (horário de Brasília), pela ESPN no Star+. Atualmente treinador, ele relembrou entre suas histórias o período em que trabalhou no Vasco, onde foi campeão carioca em 2016.

Jorginho falou, principalmente, como era lidar com Eurico Miranda, histórico e polêmico presidente cruz-maltino, que morreu em março de 2019.

“A gente ficava com cheiro de charuto o tempo todo. A gente abraçava o Eurico como se fosse alguém da família. Ele ficava desconfortável, imagino que não estava acostumado com essa coisa de um treinador e um auxiliar beijar e abraçar ele”, afirmou.

Para mim, foi um dos melhores presidentes que tivemos, apesar de não pagar a gente direito... Ele sentava para bater papo, perguntar como estavam as coisas, como estava o ambiente, se a gente realmente ia subir em 2016... Esse era o maior desejo”, seguiu.

Em 2016, Jorginho foi campeão estadual com o Vasco de forma invicta, depois de ter chegado em 2015, sem conseguir evitar o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro. Ele comandou o time no acesso para a primeira divisão, mas deixou o clube ao final do ano.