<
>

Ceni diz quem decidiu por saída de Pablo do São Paulo e critica contrato: 'O gatilho dispara não é por quem escala'

play
Ceni é perguntado sobre situação de Pablo e sobe o tom ao relembrar ativação de gatilho do contrato do jogador; assista (2:04)

'Quem dispara o gatilho é quem faz mal o contrato; não o treinador que usa o jogador', disse o treinador do São Paulo (2:04)

Técnico criticou o contrato de Pablo após 'gatilho' por escalação no Brasileirão


Fora dos planos da diretoria são-paulina, o atacante Pablo está perto de rescindir contrato com o São Paulo para acertar seu retorno aoAthletico-PR.

Em entrevista coletiva realizada, nesta quarta-feira (26), o técnico Rogério Ceni criticou o contrato do centroavante e se defendeu de ter escalado o jogador contra o Corinthians na última edição do Brasileirão.

Na época, como Pablo entrou em campo, uma cláusula de renovação automática foi acionada até o fim de 2023. O seu antigo compromisso com o clube encerraria em 2022.

"Pablo é jogador interessante. Talvez ele não tenha performado durante o tempo que esteve aqui com outros treinadores, é uma decisão institucional, ele tem contrato de valor expressivo. Acho ainda que ele tem tudo para jogar bem em outras equipes, não deu certo aqui. O gatilho dispara por quem confecciona o contrato, não por quem escala. Não sou eu que usei em uma partida, mas quem redige o contrato que dispara gatilho'', afirmou o treinador.

Pablo chegou ao São Paulo em 2019 como a maior contratação da história do clube. O time do Morumbi desembolsou 6 milhões de euros para tirá-lo do Athletico-PR na época.

Agora, o clube negocia uma dívida que gira em torno de R$ 2,5 milhões para rescindir com o atacante, que já tem acerto verbal para retornar à equipe paranaense.

play
1:59

Rogério Ceni fala sobre negociações frustradas com Douglas Costa e Soteldo e volta a pedir reforços: 'Precisamos de mais'

O treinador tricolor ainda elogiou o atacante Caio, de apenas 17 anos, que brilhou na Copinha