<
>

Falta o '9'? Corinthians finalizou 21 vezes, teve Paulinho como melhor em quesito, mas sofreu com pontaria

play
André Kfouri diz que formação do Corinthians 'clama' por um finalizador: 'Parece que 2021 não terminou' (1:48)

Comentarista analisou o empate por 0 a 0 entre Corinthians e Ferroviária (1:48)

Corinthians finalizou 21 vezes na partida contra a Ferroviária, mas ficou no empate em 0 a 0 na estreia do Campeonato Paulista. Paulinho foi quem mais chutou a gol


O Corinthians não passou de um empate por 0 a 0 com a Ferroviária, em plena Neo Química Arena, pela 1ª rodada do Campeonato Paulista. Após a partida, tanto Renato Augusto quanto Sylvinho falaram sobre a frustração com o resultado.

Isso porque o Timão dominou completamente as ações do jogo. Segundo portal o Footstats, o time da casa finalizou 21 vezes a gol. De todo esse montante, sete bolas acertaram o alvo. Mas nenhuma delas entrou.

Nesse quesito, além de vacilos, como o de Róger Guedes, de frente para o gol, destaque para o goleiro Saulo, que pegou chutes, cara a cara, de Willian, Paulinho e um arremate da entrada da área de Renato Augusto.

A Ferrinha, por sua vez, incomodou Cássio com apenas uma finalização no gol, além de outras seis tentativas que saíram pela linha de fundo.

Dentro dos 62,61% de posse de bola, o Corinthians trocou 670 passes, teve um índice de 94,9% de acerto nesse quesito, conseguiu 19 passes para finalização, cruzou 39 bolas e obteve 12 escanteios a favor.

No próximo domingo (30), a meta é ser mais eficiente, e não apenas dominar o adversário. O desafio corintiano será contra o Santo André, fora de casa.

Paulinho reestreia com uma finalização a cada 5 minutos

Paulinho voltou ao Corinthians após quase nove anos, e a reestreia, por muito pouco, não teve o roteiro sonhado pelo torcedor alvinegro. Independentemente do placar, a entrada do camisa 15 e a impressão deixada foram bastante positivas.

O meio-campista atuou por 35 minutos, sendo os cinco últimos devido ao tempo acrescido pelo árbitro. Mesmo assim, foram seis finalizações, o que dá uma média de uma conclusão a gol a cada 5,8 minutos.

Nenhum outro jogador que participou da partida chegou a tanto.

Entre os jogadores do Corinthians, Paulinho finalizou o dobro de Róger Guedes, Willian e Giuliano. O trio, que lideraria a estatística alvinegra se Paulinho não tivesse entrado, terminou o confronto com três finalizações cada um.

O mapa de calor de Paulinho da partida também mostra que a presença de área do volante segue intacta.

Para domingo, quando o Corinthians enfrentará o Santo André, Sylvinho ainda não sabe se poderá escalar Paulinho como titular.

“Já conversei com o Paulinho. Ele veio, começou a treinar bem, começou a sentir, teve o descanso, voltou a treinar bem, agora veio carga de treinos, em seguida de jogos. Pouco a pouco, ele vai adquirindo, não sei ainda as condições, vamos ter de esperar às vésperas do próximo jogo, vamos com calma, pensamos no elenco em um prazo grande. Não é importante quanto vai demorar mais. Vamos, pouco a pouco, para poder ter o melhor Paulinho no nosso time”.

play
2:45

Gian Oddi analisa atuação do Corinthians e diz que 'não foi muito pior do ponto de vista do jogo jogado' do que a estreia do Palmeiras

Comentarista analisou o empate por 0 a 0 entre Corinthians e Ferroviária