<
>

Não é só Endrick: veja quem é a joia que fez Palmeiras dizer 'não' ao Grupo City e que segue na mira dos europeus

Verdão tem safra valiosa nas categorias de base e pode ver nova joia se firmar no time profissional em breve


Finalista da Copa São Paulo de Futebol Júnior da edição 2022 ao lado do Santos, o Palmeiras tem, enfim, a chance de conquistar o inédito título na categoria de base. A decisão acontecerá nesta terça-feira (25), às 10h, no Allianz Parque.

Ao longo de toda a campanha do Palmeiras na competição, o nome de Endrick, de apenas 15 anos, surgiu como o grande fenômeno do torneio por conta dos golaços e da facilidade com que se adaptou mesmo atuando entre atletas mais velhos.

O impacto da entrada da revelação foi tamanha que chegou até mesmo a discutir se seria plausível levar o garoto ao Mundial de Clubes da Fifa, em fevereiro, ideia que foi prontamente rechaçada por Abel Ferreira, em coletiva de imprensa, no último domingo (23).

Apesar do garoto de 15 anos ser a grande sensação, outro nome da base do Palmeiras e que brilhou no profissional em alguns momentos de 2021, pode ser outro fenômeno um pouco mais 'pronto' em relação a Endrick. Trata-se de Giovani, de 18 anos.

Um dos destaques da equipe na atual edição da Copa São Paulo, Giovani soma três gols em sete partidas e foi peça-chave na semifinal diante do arquirrival São Paulo, confronto no qual marcou o gol da vitória por 1 a 0, que deu a vaga na decisão ao Palmeiras.

O ponta-direita do time paulista é outro que tem chamado a atenção dos europeus. Segundo apurou o ESPN.com.br, o jovem atleta é monitorado de perto por Juventus, Barcelona e pelo City Football Group, que controla clubes como Manchester City, Girona (ESP), Troyes (FRA), New York City FC (EUA) e Yokohama F. Marinos (JAP), entre vários outros.

O Grupo City, aliás, chegou a fazer uma proposta oficial por Giovani no início da temporada, quando o atleta foi promovido ao profissional do Verdão, mas o Alviverde recusou. O vínculo entre as partes tem duração até 31 de maio de 2024.

De acordo com pessoas ouvidas pela reportagem, à época, o Palmeiras disse "não" por dois motivos: valores considerados baixos pelo potencial do jogador e também o timing, já que a diretoria avaliou que ainda não era hora de negociar uma joia da base.

Além das equipes já citados, outras equipes importantes da Europa, como Atlético de Madrid, Benfica e Monaco, também acompanham o desenvolvimento de Giovani com grande interesse.

Logo após o título da Conmebol Libertadores em 2021, o Palmeiras antecipou as férias ao elenco principal e deixou o time sub-20, com a presença de poucos profissionais, para cumprir tabela nas três últimas rodadas do Campeonato Brasileiro.

Neste período, mais precisamente no duelo diante do Cuiabá, fora de casa, na vitória por 3 a 1, que Giovani marcou seu primeiro gol como profissional com a camisa do Palmeiras.

Pelo profissional palmeirense, Giovani, que ganhou o apelido de "Mahrez" nas canteras palestrinas pelo estilo similar de jogo ao argelino do Manchester City, soma 14 partidas, com 1 gol e 1 assistência.