<
>

Faca em São Paulo x Palmeiras pela Copinha não era de 'invasores' e foi arremessada da arquibancada, diz delegado

Palmeiras derrotou o São Paulo por 1 a 0 e avançou à decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior


A apuração preliminar feita pela Drade (Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva) na partida entre São Paulo e Palmeiras, pela semifinal da Copinha, apontou que a faca encontrada no gramado foi arremessada da arquibancada da Arena Barueri.

Após três invasões por parte dos torcedores do Tricolor, que confrontaram alguns atletas do Alviverde, o objeto foi encontrado dentro da grande área. O árbitro Matheus Delgado Candançan pegou a arma e entregou ao delegado da partida.

O zagueiro Lucas Freitas e o lateral Ian, ambos do Palmeiras, prestaram depoimento à polícia após a partida na Arena Barueri. Imagens captadas pela transmissão e outras de celulares de torcedores foram avaliadas.

"No instante da invasão, alguns objetos foram atirados dentro do campo. Com imagens da imprensa e da torcida, depois de muito analisar e ouvir arbitragem e atletas, percebemos que, junto dos outros objetos, a faca foi atirada ao gramado", começou por afirmar Cesar Saad, delegado da Drade.

"Inicialmente, pensamos que um dos torcedores teria invadido para tentar agredir algum jogador do Palmeiras com a faca. Mas a própria arbitragem me chamou e mostrou um vídeo que está circulando e mostra a faca sendo arremessada com os outros objetos", completou.

Desde 2016, por conta de uma determinação da Secretaria de Segurança Pública do estado, os clássicos entre os clubes paulistas são disputadas com torcida única. Como o São Paulo tinha melhor campanha, contou com os torcedores na Arena Barueri.

Na súmula da partida, o árbitro Matheus Delgado Candançan relatou todos os acontecimentos e apontou o nome de dois dos três invasores do gramado, que foram encaminhados ao Jecrim (Juizado Especial Criminal).