<
>

Atacante de R$ 92 milhões no Corinthians? Duilio abre o jogo sobre negociação e diz: 'Vamos trazer um 9 de peso'

play
Corinthians estreia no Paulistão, e Bueno projeta temporada: 'Dá para bater de frente com o Palmeiras' (3:02)

Time de Sylvinho encara a Ferroviária nesta terça-feira (25), pelo Campeonato Paulista (3:02)

Presidente do Corinthians falou sobre a busca do clube por um camisa 9 e descartou Arthur Cabral, do Basel-SUI, além de Diego Costa


Nesta sexta-feira (21) Duilio Monteiro Alves, presidente do Corinthians, detalhou a procura do clube por um camisa 9. Em live do GE, o mandatário confirmou que trará um nome de peso para a posição, mas descartou dois jogadores entre as possibilidades.

O primeiro deles foi o atacante Arthur Cabral, ex-Ceará e Palmeiras que está no Basel, da Suíça. Segundo Duilio, o Corinthians precisaria fazer um investimento de 15 milhões de euros (R$ 92,2 milhões nas cifras atuais) para contratá-lo, já que o empréstimo foi descartado. O clube não tem condições financeiras para a contratação, e por isso ele não virá.

"É um jogador que tem contrato vigente, falam em 15 milhões de euros. Corinthians não vai fazer investimento, não tem condições e não vamos fazer nesse valor nesse momento. Ajudaria, mas a possibilidade de compra é impossível. O Corinthians não vai se comprometer com valor desse tamanho. A compra está descartada. Empréstimo hoje não existe", começou por dizer.

Desde 2019 na Europa, Cabral vive um grande momento no Velho Continente e, na atual temporada, já marcou 27 gols em 31 jogos pelo Basel, ainda com 5 assistências. Recentemente, ele até foi convocado para a seleção brasileira.

Outro nome descartado foi o de Diego Costa, atacante de 33 anos que está livre no mercado desde que rescindiu o seu contrato com o Atlético-MG. Porém, o presidente corintiano fez questão de frisar que, apesar do descarte da dupla, o nome a ser contratado para camisa 9 será de peso.

"A gente vai trazer um camisa 9, de peso, mas é preciso ter paciência, trazer um atleta que encaixa no planejamento, mas que na parte financeira que a gente entenda ser um bom negócio. O Diego [Costa] não é uma condição que nos agrada como foi apresentado", disse.

Diego Costa vem de uma temporada em que, apesar dos títulos da Copa do Brasil e do Brasileirão, sofreu com a lesões e não conseguiu se firmar no time titular atleticano. Pelo clube mineiro, o atacante brasileiro naturalizado espanhol disputou 19 jogos, fez 5 gols e deu 1 assistência.