<
>

São Paulo vai atrás de brasileiro da Europa e define prioridade para reforçar elenco de Ceni

play
Simplício abre o jogo sobre confusão com Diego em São Paulo x Santos: 'Nem sei o que me deu na hora' (2:04)

Fábio Simplício é o convidado do Resenha ESPN desta semana (2:04)

Clube busca novo nome para atuar como atacante de velocidade no lado do campo


Após desistir da contratação do venezuelano Soteldo, o São Paulo foi atrás de um 'plano B' para o ataque. No entanto, conforme apurou a ESPN, a negociação também não teve desfecho positivo para o Tricolor.

O clube do Morumbi tentou junto com o Olympique de Marselha a chegada por empréstimo de Luis Henrique, revelado pelo Botafogo. Só que o clube francês não aceitou.

Recentemente, a equipe comandada por Jorge Sampaoli sofreu uma punição da Fifa e, por consequência, está proibida de contratar na atual janela de transferências europeia. O motivo foi a contratação irregular do meia senegalês Papa Gueye, em julho de 2020.

Com a punição, o Olympique terá de se reforçar internamente com as peças que já possui no elenco. Assim, o atacante de 20 anos, que não vem tendo muitas oportunidades com Sampaoli, não teve a saída facilitada.

Na visão interna do São Paulo, conforme apurou a ESPN, a prioridade, agora, é a chegada de mais um zagueiro. Atualmente, Rogério Ceni conta com Arboleda, Miranda, Diego Costa e Léo.

O número, que já é considerado baixo para o setor, ainda fica mais prejudicado por conta das constantes convocações de Arboleda para a seleção do Equador.