<
>

Técnico do United comenta irritação de Cristiano Ronaldo e diz o que falou ao craque ao substituí-lo

Ralf Rangnick comentou insatisfação do astro português ao ser substituído de jogo do Manchester United contra o Brentford, pela Premier League


A irritação de Cristiano Ronaldo, ao ser substituído aos 26 minutos do segundo tempo na vitória do Manchester United sobre o Brentford, foi mais tema da entrevista de Ralf Rangnick do que o próprio resultado na Premier League.

Logo após somar uma importante vitória fora de casa, o treinador teve que responder sobre a atitude de Ronaldo, que saiu reclamando e até atirou um agasalho no chão em tom de reprovação por sair do jogo (veja o momento no vídeo acima).

Rangnick até revelou o que disse a Cristiano pouco depois de tirá-lo, quando Marcus Rashford anotou o terceiro gol do United.

"Quando marcamos o terceiro gol, só disse a ele: 'Escute, Cristiano, você tem 36 anos, ainda em forma física fantástica, mas quando você for técnico em algum momento, talvez enxergue com outro olhos'", afirmou o treinador do United.

"Ele não estava feliz que eu o substituí. Ele voltou de uma pequena lesão, não treinou por uma semana e meia. Estava feliz de tê-lo hoje para o jogo, ainda mais sem o Cavani. Eu disse para ele: 'Escute, estamos vencendo por 2 a 0, todos nós temos que aprender as lições do que aconteceu no Villa Park, onde também estávamos vencendo por 2 a 0'", continuou o comandante.

"Depois daquele jogo, eu estava um pouco bravo comigo mesmo por não ter mudado para uma linha de cinco. Hoje tivemos exatamente a mesma situação, 15 minutos por jogar, ganhando por dois, contra um time que nunca desiste. Para mim, era lógico não cometer o mesmo erro outra vez. Então decidi por uma linha de cinco com o Harry Maguire e colocar o Marcus (Rashford) como um ponta rápido pelo lado direito. Acho que foi a decisão correta. Isso é exatamente o que eu conversei com o Cristiano", finalizou Rangnick.

O treinador interino do United mostrou tranquilidade com a situação, que foi bastante repercutida na Inglaterra, e defendeu a substituição de Cristiano Ronaldo, mesmo que o atacante não enxergue dessa maneira.

"Eu não espero, não dá para esperar de um jogador como o Cristiano que ele fique feliz ao ser substituído ou ao não jogar. Mas meu trabalho é tomar a decisão certa no interesse do time e do clube e acho que foi a decisão certa hoje. Espero que ele veja da mesma maneira agora".