<
>

Antes do Mundial, Chelsea se incomoda com 'maratona' que Palmeiras fez quase por um semestre em 2021

Técnico do Chelsea desabafou sobre a sequência de jogos de seu time desde novembro. Possível rival no Mundial de Clubes, Palmeiras sabe bem o que é isso


Com a expectativa da disputa do Mundial de Clubes, o torcedor do Palmeiras está atento ao noticiário do Chelsea. Após o empate com o Brighton, por 1 a 1 na Premier League, o assunto em Londres foi o desabafo do técnico Thomas Tuchel sobre o calendário de sua equipe.

O alemão revelou que deu folga de dois dias a seus jogadores com a intenção de que eles se "desconectem" após uma sequência praticamente sem descanso desde novembro de 2021. Possível rival em uma final do Mundial, o Palmeiras, porém, sabe muito bem do que fala Tuchel.

O bicampeão da Conmebol Libertadores foi o clube que mais jogou no mundo em 2021, com um calendário que incluiu também partidas referentes à temporada 2020. Em um período de 338 dias, entre janeiro e dezembro, o Palmeiras entrou em campo 91 vezes. Média de um jogo a cada 3,7 dias.

Tuchel citou, em seu desabafo, a sequência que o Chelsea vem fazendo a partir de novembro. Desde a última Data Fifa de 2021, a equipe jogou 18 vezes em 59 dias, média de um compromisso a cada 3,2 dias. O calendário piora desde o Boxing Day, curiosamente, a data da última vitória dos Blues na Premier League. De 26 de dezembro, quando bateu o Aston Villa, até o empate com o Brighton, já foram oito partidas, em um intervalo de 23 dias - um jogo a cada 2,8 dias.

"Você pode dizer que é desculpa ou qualquer coisa, mas é verdade. Veja nosso calendário, nosso calendário quando jogamos com o Manchester City. Nós tivemos um jogo da Copa da Liga, eles não. Agora chegamos aqui, eles tiveram mais dias para se preparar, eles tiveram a semana inteira para se preparar. Desde novembro, nós jogamos, jogamos e jogamos. Precisamos recarregar as baterias. Precisamos desconectar, esse é meu sentimento”, disse Tuchel, ao dar folga a seus atletas.

Desde o dia 20 de novembro, nas 18 partidas que fez, o Chelsea acumulou 9 vitórias, 7 empates e duas derrotas. A maioria dos compromissos, 12, foram pela Premier League. Copa da Liga Inglesa (três jogos), Champions League (dois) e Copa da Inglaterra (um) completaram o calendário dos Blues.

A maratona de jogos do Palmeiras

Jogar uma vez a cada 3,2 dias, como faz o Chelsea desde novembro, foi praticamente uma rotina para o Palmeiras no último ano. O ESPN.com.br levantou, mês a mês, o intervalo de compromissos do time de Abel Ferreira, e apenas em quatro a média foi superior a esse número.

Mas, mesmo considerando o pior período para o Chelsea, a partir do Boxing Day na Inglaterra, a média de um jogo a cada 2,8 dias não "assusta" o Palmeiras de 2021. A equipe passou por isso em cinco dos 12 meses do ano – janeiro, fevereiro, abril, maio e depois novamente em novembro.

O "recorde" de jogos foi registrado em maio, com 12 partidas. A média mais extenuante, contudo, foi a de abril, com 10 compromissos em apenas 22 dias, um a cada 2,2 - no mês seguinte, as 12 aparições foram distribuídas em 28 dias, para uma média de 2,3 dias para cada duelo.

Nos dois primeiros meses do 2021, respectivamente, o Palmeiras fez um jogo a cada 2,7 e 2,8 dias – 9 partidas em 25 dias em janeiro e também 9 em 26 dias em fevereiro, mês do Mundial de 2020. No segundo semestre, o Verdão voltou a ter média de um compromisso a cada 2,8 dias em novembro, com 8 aparições em um intervalo de 23 dias.

No extremo oposto, o mês de maior "descanso" para o Palmeiras foi março, que marcou o encerramento da temporada 2020. Foram 5 jogos em 21 dias, média de 1 a cada 4,2 dias.