<
>

Atlético-MG critica possível restrição de público no Campeonato Mineiro

O Atlético-MG se colocou contra qualquer restrição de público durante os jogos do Campeonato Mineiro. O clube disse, em nota oficial, que o “momento exige cuidado, mas não pode ser confundido com atitudes demagógicas”.

A alta no número de casos de covid-19 chamou atenção dos brasileiros neste início de ano. Porém, o clube crê que o “ambiente do futebol é muito mais controlado que outros que funcionam normalmente, como transporte público, feiras e shoppings”.

Na terça-feira, o estado de Minas Gerais bateu novamente um novo recorde no estado, com 20.810 infecções em um dia. Os dados foram computados pelo boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).

Na tarde desta quarta, o governo mineiro e a Federação Mineira de Futebol (FMF) irão se reunir para debater medidas sobre torcedores nos estádios. A informação foi divulgada pelo Superesportes. No encontro, devem estar presentes o secretário estadual de Saúde, Fábio Baccheretti, e o presidente da FMF, Adriano Aro.

O acesso aos estádios somente é permitido para pessoas que apresentem a carteira de vacinação com as doses completas ou com teste negativo para covid-19, realizado no período de 72 horas que antecede as partidas.

O bloqueio ou redução de torcedores nas arquibancadas dos estádios de Minas seria, segundo o Atlético-MG, “um desrespeito e causaria sério impacto para os clubes”, que iniciam a disputa do campeonato estadual no próximo dia 25.

Confira a nota na íntegra:

Sobre as notícias veiculadas na mídia, a respeito de eventual restrição de público nos estádios de nosso estado, durante os jogos do Campeonato Mineiro, o Atlético afirma ser absolutamente contrário a qualquer medida nesse sentido.

Iniciativa nessa linha seria completamente injustificada porque o futebol não pode ser tratado de forma diferente das demais atividades. O momento exige cuidado, o que não pode ser confundido com atitudes demagógicas.

O acesso aos estádios é permitido somente para pessoas plenamente vacinadas ou com teste negativo para Covid, realizado no período de 72 horas que antecede as partidas. Portanto, o ambiente do futebol é muito mais controlado que outros que funcionam normalmente, como transporte público, feiras, shoppings, transporte aéreo, restaurantes, cinemas, hotéis e eventos, entre outros.

Além disso, o aumento momentâneo do número de casos de Covid refere-se a uma variante mais branda do vírus, que ocasiona, na quase totalidade dos casos, somente sintomas leves de gripe.

É preciso considerar que eventual restrição de público nos estádios de Minas Gerais seria um desrespeito aos torcedores e causaria sério impacto para os clubes mineiros, que iniciam, na próxima semana, a disputa do campeonato estadual.