<
>

São Paulo: Rafinha diz qual título quer no clube e revela o que ouviu de Luan após pedir a camisa 13

Lateral de 36 anos foi oficialmente apresentado pelo São Paulo nesta segunda-feira (17)


Nesta segunda-feira (17) o São Paulo apresentou oficialmente o lateral Rafinha, um dos reforços contratados para a temporada. E o atleta mal chegou e já falou sobre conquistar títulos pelo Tricolor, além de mostrar toda a sua idolatria por Rogério Ceni, técnico do clube.

Aos 36 anos, Rafinha foi contratado logo após deixar o Grêmio, que em 2021 foi rebaixado para a Série B do Brasileirão. Com uma longa passagem pelo futebol europeu, a maior parte do tempo vestindo a camisa do Bayern de Munique, o lateral falou sobre a conquista de títulos e frisou que eles sempre estiveram presentes na sua carreira.

Questionado sobre qual título deseja conquistar no novo clube, Rafinha citou o Campeonato Paulista, competição que ainda não venceu e na qual o São Paulo é o atual campeão.

"Para mim, pode ser o Paulista, nunca conquistei. Esse título não tenho. Nos últimos dez anos, sempre conquistei títulos. Minha carreira é vitoriosa, espero que no São Paulo seja a mesma coisa. Para ficar marcado, tem que ganhar títulos. Quero que isso aconteça nessa temporada, inclusive nesse primeiro campeonato", disse.

Apresentado com a camisa de número 13, que até então pertencia ao meio-campo Luan, Rafinha ainda falou sobre como foi a conversa com a joia para a mudança. E segundo o defensor, ele levou na boa. Vale lembrar que o número é uma das marcas registradas de sua carreira.

"Conversei com Luan, garoto de futuro maravilhoso. Torcedor tem identificação. Ele gentilmente me passou a camisa 13, a que usei a carreira toda. Sou supersticioso demais", revelou.

Por último, o novo reforço, que já vem treinando desde o início da pré-temporada do São Paulo, respondeu sobre qual sistema de jogo será utilizado por Ceni na temporada e sobre a sua idolatria pelo ex-goleiro e atual treinador.

"Estamos há uma semana aqui, treinando de manhã e à tarde. Essa pergunta o Ceni pode responder. Ele vai definir o sistema, como vamos jogar. Estamos focados na preparação. O Rogério vai preparar da melhor forma para a gente", disse.

“Jogamos contra, todo são-paulino sabe a história do Rogério aqui. Ser comandado por uma cara que é referência, ídolo do clube, ele sabe da minha qualidade, me conhece. É um prazer estar aqui, trabalhar com ele, todos falam bem do trabalho dele. Espero aprender e retribuir em campo”, finalizou.