<
>

Presidente do São Paulo encerra novela Soteldo: 'A fila anda'

Julio Casares, em entrevista ao GE, confirmou que não há mais negociações em andamento pela volta de Soteldo ao Brasil


Fim da novela. Nesta sexta-feira (14), Julio Casares, presidente do São Paulo, anunciou a desistência da negociação por Yeferson Soteldo, que está no Toronto FC, do Canadá, e disputa a MLS, dos Estados Unidos. O mandatário explicou que o clube chegou ao seu 'limite' e não poderia fazer uma proposta mais alta pelo venezuelano.

“Soteldo é um grande jogador, cairia bem no São Paulo. Mas eu não posso fazer o que as outras gestões fizeram. Não é uma crítica, é questão de perfil como gestor. Eu vou até o limite da minha responsabilidade financeira. Então nós não temos mais negociação com o Soteldo.”

“Esperamos que um dia ele possa vestir a camisa do São Paulo, desde que o São Paulo consiga rentabilizar a operação. Às vezes, mesmo com o apoio de investidores para que você não saia do teto salarial, você tem que deixar um legado esportivo e econômico", disse o presidente.

Nas palavras de Casares, o nome que chega para suprir a carência de atacantes abertos pela ponta é Nikão, que deixou o Athletico-PR, esteve próximo de ir ao Internacional, mas, no final das contas, acertou sua ida ao Tricolor do Morumbi.

“O São Paulo hoje faz esforço sim, às vezes vai até um pouquinho além da sua possibilidade, mas não algo que comprometa o futuro do São Paulo. Portanto, o Soteldo, que é um grande jogador, hoje não estamos numa negociação. Mas quem sabe um dia.”

“Nós brincamos que a fila anda e é uma verdade. O Soteldo é um cara que nós admiramos, gostamos, pode um dia vestir a camisa do São Paulo, mas nós temos que olhar para frente. E o Nikão veio suprir essa necessidade", finalizou.