<
>

Cruzeiro recebe 1ª ação na Justiça após compra de Ronaldo; valor é de R$ 1,2 milhão, diz site

play
Breiller Pires reprova 'coletiva vazia' de Ronaldo Fenômeno no Cruzeiro: 'Muito clichê e pouca explicação' (3:03)

O 'Fenômeno' afirmou que, junto com o comitê de gestão colocado para organizar o processo da SAF, ainda está 'abrindo as gavetas', mas deixou claro que os períodos turbulentos estão longe de um fim. (3:03)

Ex-nutricionista da Raposa cobra R$ 1,211 milhão, entre horas extras, férias, 13º, FGTS e até mesmo premiações que não foram pagas


Ronaldo Fenômeno adquiriu 90% das ações da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) do Cruzeiro em 18 de dezembro do ano passado e, passado menos de um mês, o clube recebeu o seu 1º processo na Justiça. Segundo informação publicada pelo portal "UOL", a ação foi movida pelo ex-nutricionista da Raposa Guilherme Gomes, que pede R$ 1,2 milhão.

O profissional trabalhou no clube mineiro de julho de 2015 a janeiro de 2020 e, na Justiça, pede o pagamento de horas extras, férias, 13º e FGTS. O nutricionista também quer que o Cruzeiro arque com o pagamento em triplo de todos os domingos que travalhou e nos repousos semanais remunerados.

Premiações referentes a 2017 e 2018 que não teriam sido pagas, além dos honorários, também são cobrados pelo profissional. Com isso, a ação chega à casa do R$ 1,211 milhão. A Cruzeiro SAF foi incluída no processo.

Os débitos do clube serão pagos pela própria associação, segundo a lei da SAF. Desta forma, a SAF tem que destinar 20% de suas receitas e 50% dos dividendos para o clube.

Após adquirir 90% da SAF do Cruzeiro, Ronaldo terá de investir R$ 400 milhões no clube mineiro pelos próximos cinco anos.