<
>

R$ 400 milhões no Cruzeiro? Ronaldo fala sobre aporte, cita projetos e diz se há risco de sair do clube por 'brecha' no contrato

Dono de 90% da SAF do Cruzeiro, Ronaldo concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira (11)


Dono de 90% da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do Cruzeiro, Ronaldo concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira (11) e expôs alguns pontos para elucidar o negócio feito com o clube mineiro.

Um dos pontos explicados foi a possibilidade de R$ 400 milhões em um aporte inicial. O 'Fenômeno' rechaçou o valor e afirmou que ainda não há definido uma quantia para ser colocada de forma instantânea na Raposa.

"Não existe ainda um planejamento de aporte financeiro ao clube. Primeiro, nós estamos criando um novo padrão de gestão, que eu acho que é o mais importante. É a maior ajuda que podemos dar nesse momento ao clube, é criar esse novo padrão de gestão, um padrão eficiente, sustentável. Acho que essa é a principal mensagem que posso deixar ao torcedor", começou por afirmar.

"Aqui faremos uma gestão totalmente eficiente. Não gastaremos um centavo a mais do que arrecadaremos. Logicamente que vou cumprir com meus compromissos contratuais de acordo com a aquisição da SAF. Portanto, quando tiver um planejamento ou cronograma em relação a isso voltaremos a falar e deixar isso um pouco mais claro e transparente para vocês".

Sobre a possibilidade de 'dar para trás' em relação ao investimento na SAF, Ronaldo deixou claro que há a brecha no contrato. No entanto, também afirmou que a ideia não passa pela sua cabeça apesar das dificuldades encontradas.

"Tecnicamente, sim. No contrato, há essa saída. Mas está longe da minha cabeça, do meu pensamento desistir do projeto. No momento estamos no processo de análise do clube, entender o tamanho do buraco, o tamanho da dívida. Entender os credores, enfim. Mas o meu desejo é continuar e ficar aqui até fazer com que o clube volte a ser grande como era antes", finalizou.