<
>

Irmão de Maradona diz que Messi quebrou recordes por jogar em time bom e afirma: 'Diego não teve essa sorte'

Lalo Maradona opinou sobre a discussão que compara o seu irmão a Lionel Messi, incluindo a passagem da dupla pelo Barcelona. E para ele, Leo jogou com uma equipe melhor no clube catalão


No hall dos principais jogadores da história do futebol mundial dois argentinos se destacam: Diego Armando Maradona e Lionel Messi. E apesar de pertencerem a épocas distintas, os dois astros encabeçam uma discussão sobre qual deles foi melhor dentro das quatro linhas.

Irmão de Maradona, Lalo Maradona concedeu entrevista exclusiva ao jornal espanhol "Mundo Deportivo", após se fazer presente em Riade, na Arábia Saudita, durante um amistoso entre Barcelona e Boca Juniors, em homenagem a Don Diego. Perguntado sobre o tema, ele não titubeou.

Lalo reconheceu que Messi é o melhor jogador do mundo na atualidade, mas também destacou característica que o seu irmão tinha dentro das quatros linhas que o atual camisa 30 do Paris Saint-Germain não tem.

O irmão de D10S ainda entrou em outra discussão: sobre quem teve uma melhor passagem pelo Barcelona, Maradona ou Messi.

"Para mim, Diego é o melhor, e Leo [Messi] também. São épocas diferentes, o Leo tem todos os recordes porque coincidiu com uma equipe muito boa [no Barcelona], que o ajudou muito, e o meu irmão não teve essa sorte. São duas coisas diferentes, o meu irmão tinha um espírito diferente, era mais corajoso, empurrava a equipe para a frente, se contagiava com a sua personalidade e nisso se diferenciava do Leo. Mas para mim, Leo, hoje, é o melhor do mundo. Gosto de assisti-lo, e onde quer que ele vá, todos os argentinos ficam para trás", disse Lalo.

A passagem de Maradona pelo Camp Nou foi curta se comparada à de Messi. Diego vestiu a camisa do Barcelona entre 1982 a 1984, conquistando três títulos, o principal deles o da Copa do Rei (1983). Ainda em 1984, ele se transferiu para o Napoli, onde deslancharia de vez na Europa.

Messi, por sua vez, passou praticamente toda a carreira no clube catalão, incluindo as categorias de base. No profissional, ele atuou entre 2004 a 2021, conquistando mais de 30 títulos, entre eles 10 LaLiga, quatro Champions League e três Mundias de Clubes. No início da atual temporada europeia, eles se transferiu para o PSG.