<
>

Ederson cita diferencial do City na briga pela Premier League e explica 'lado bom' de não ter Messi ou CR7

play
Tricampeão inglês pelo City, Ederson enumera ameaças ao clube na busca por mais um título de Premier League (1:36)

Goleiro do Manchester City concedeu entrevista exclusiva ao repórter João Castelo Branco (1:36)

Goleiro do Manchester City concede entrevista exclusiva aos Canais Disney, fala da briga por mais um título de Premier League e de sua história no clube


Ederson sempre sonhou viver tudo aquilo que vive hoje em dia. Do garoto que nasceu em Osasco e começou na base do São Paulo ao jovem que se mudou para Portugal com 17 anos e colocou até Júlio César no banco, muita coisa mudou. Mas não a vontade de um dia experimentar o campeonato mais badalado do mundo.

Começou! Até meia-noite de domingo (12) tem Star+ Acesso Livre. Muito esporte AO VIVO, séries e filmes. Acesse agora e aproveite de graça toda a programação.

"Sempre tive a ambição de jogar a Premier League, então hoje eu jogo o campeonato que eu sempre quis jogar", disse o goleiro titular do Manchester City, em entrevista exclusiva ao repórter João Castelo-Branco, correspondente dos Canais Disney na Inglaterra.

São pouco mais de quatro anos de futebol inglês. Parece pouco tempo, mas é mais do que suficiente para Ederson entrar na história do City, a ponto de ganhar um documentário especial feito pelo clube, que narra sua história de vida desde a infância até assumir a camisa 31.

"Me senti feliz e honrado, porque tinham feito antes com dois jogadores [David Silva e Fernandinho], e eu poder ser o terceiro me deixou muito feliz. Foi um trabalho incrível de quem produziu. Quem me conhece pouco pode me conhecer melhor por esse documentário", afirmou o jogador, que já tem dez títulos pelo City.

Três deles são da Premier League, que Ederson ajudou o clube a vencer em 2017/18, 2018/19 e 2020/21. A campanha pelo quarto troféu ainda não chegou à metade, mas os atuais campeões assumiram a liderança na rodada passada, em uma batalha acirrada contra Liverpool e Chelsea. O brasileiro acredita que outros vão entrar na disputa.

"United se reforçou bem, Liverpool, o Chelsea também. Você olha para trás e vem chegando outras equipes de qualidade também. Quando torcedor olha, fala em briga entre os três, mas o Arsenal cresceu muito, United vai elevar moral, então tem que estar preparado para tudo que possa acontecer. Temos que dar nosso máximo, ganhar jogo após jogo, porque lá na frente, quando se ganha a Premier League, é uma sensação única", garante o titular.

Muitos dizem que o favoritismo do City seria maior se os planos do mercado tivessem se concretizado. Nomes como Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Harry Kane chegaram a negociar com o clube, o que obviamente elevaria a qualidade do plantel dirigido por Pep Guardiola. Para Ederson, porém, não ter estrelas desse porte pode ser uma vantagem para a equipe.

play
1:39

Messi, Cristiano Ronaldo, Kane... Ederson comenta 'quase reforços' do City e diz qual vantagem de não ter estrelas assim no elenco

Goleiro do Manchester City concedeu entrevista exclusiva ao repórter João Castelo Branco

"Claro que houve muita especulação e esperança por parte dos torcedores por um nome de peso, mas a equipe ficou o tempo inteiro tranquila. É mais importante o conjunto do que o individual. Pode ser uma vantagem também, a pressão é dividida para todos em termos iguais. Claro que se tivesse algum nome de peso aqui, a pressão sobre ele seria bem maior do que para o restante do grupo. Temos grandes jogadores, mas nenhum a nível tão elevado como esses. O importante é a equipe estar compacta. Isso foi bom para nós", garantiu Ederson, que ainda revelou o que seria se não tivesse levado a carreira de jogador à frente.

"Gostava muito de caminhão. Poderia seguir uma profissão de caminhoneiro, não sei, também era muito jovem. Gostava muito disso, era uma das poucas coisas que eu gostava. Tinha um tio que era caminhoneiro. Ele passava muito tempo viajando, era a parte que pesava mais. Se não fosse jogador, poderia ser um autônomo, trabalhar em qualquer profissão".

Sorte do Manchester City, e de Guardiola, que Ederson seguiu o caminho do futebol.