<
>

Champions: Liverpool elimina Milan, Atlético de Madrid vence Porto em Portugal e se classifica

O Liverpool venceu o Milan de virada e garantiu a sexta vitória em seis jogos, enquanto o Atlético de Madrid pegou a segunda vaga com vitória sobre o Porto


Um dos grupos mais disputados da Champions League se definiu nesta terça-feira (7). No San Siro, o Milan recebeu o Liverpool precisando vencer e torcer por um tropeço do Porto para se classificar. O que se viu, porém, foi algo bem diferente.

O time italiano começou bem. Com o jogo entre Porto e Atlético de Madrid empatado sem gols graças a ‘milagres’ de Oblak, um escanteio foi desviado para o gol, Alisson fez linda defesa, mas Tomori abriu o placar no rebote.

Pouco depois, porém, o Liverpool conseguiu o empate. Chamberlain chutou forte, mas Maignan espalmou. No rebote, Salah chutou de primeira e afundou nas redes seu 20° gol na temporada.

Na volta para o segundo tempo, a situação do grupo se modificou em poucos instantes. Na Itália, Tomori saiu jogando errado, Mané se aproveitou e chutou firme, mas viu Maignan fazer boa defesa. Mas, mais uma vez no rebote, Origi cabeceou para as redes.

Em Portugal, escanteio foi cobrado na área, passou por todo mundo e desviou em Griezmann, entrando lentamente para abrir o placar e colocar os colchoneros em vantagem. Logo em seguida, Matheus Cunha quase marcou mais um, mas Pepe salvou na linha.

O jogo no estádio do Dragão passou a ter contornos mais dramáticos após o gol. Com clima mais quente, Carrasco e Wendell foram expulsos, deixando ambas as equipes com um a menos.

Mas o Atleti conseguiria marcar mais uma vez e assegurar sua vaga. Porto estava indo com tudo para cima, Griezmann puxou a bola para para a direita, atraiu a marcação que restava e deu o passe perfeito para deixar Correa na cara do gol. O argentino bateu cruzado, na saída do goleiro e marcou mais um.

Mas a fatura ainda não estava liquidada. De Paul roubou a bola pela direita de Mbemba, rolou para trás e Griezmann chutou. Sergio Oliveira ainda se esticou todo para salvar em um carrinho quase em cima da linha, mas a bola voltou para De Paul, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

Só que o time português ainda teria a chance de diminuir com uma penalidade. Hermoso tentou afastar, mas caiu na área e viu a bola à frente dele. Tentou chutar para frente mesmo caído, mas acabou acertando Evanilson e cometeu a penalidade. Na cobrança, Sergio Oliveira bateu rasteiro com perfeição e diminuiu, mesmo com Oblak acertando o lado da cobrança.

Liverpool histórico

No ‘grupo da morte’, o Liverpool não deu nenhum vacilo para o azar. Mesmo chegando na última rodada com a liderança assegurada, brigou para vencer e confirmou o 100% de aproveitamento.

Tomori do céu ao inferno

O zagueiro inglês abriu o placar no San Siro, quase classificando sua equipe, mas foi ele quem falhou na saída de bola no lance que gerou o gol da virada inglesa e a consequente eliminação de seu time, que não conseguiu nem mesmo uma vaga na Europa League.

Oblak salva o Atlético

Na primeira etapa, o Porto até teve chances de marcar gols, mas viu Oblak inspirado fazer grandes defesas e salvar a equipe. Na segunda metade da partida, um golpe de ‘sorte’ de Griezmann e uma defesa aberta no fim fizeram a vaga ir para os colchoneros.