<
>

Brasileiro: Ceará e América-MG empatam em confronto direto na disputa por Libertadores

Em jogo com várias chances perdidas Vovô e Coelho empatam, perdem chance de se aproximar da Libertadores e torcem contra o Internacional


Em confronto direto por vaga na Conmebol Libertadores de 2022, Ceará e América-MG se enfrentaram neste domingo (5), pelo Campeonato Brasileiro, mas não saíram do zero. O resultado não foi bom para nenhum dos times, que podem ver a vaga na competição continental ficar mais longe.

Isso porque o vencedor da partida na Arena Castelão teria ultrapassado o Fluminense, 7º colocado com 51 pontos. Com o empate, as equipes podem perder uma posição para a última rodada caso o Internacional vença o Atlético-GO nesta segunda-feira (6).

Ceará perde 2 titulares

O primeiro tempo teve poucas chances de gol, mas complicou o Ceará para o restante da partida. Aos 14 minutos, o técnico Tiago Nunes já havia feito duas substituições por lesão, colocando Yony González e Kelvyn nos lugares de Jael e Bruno Pacheco.

Anderson salva o América

Aos 10 minutos do segundo tempo, Cléber teve a melhor chance do jogo até então, mas Anderson salvou o América de levar o primeiro gol. O centroavante recebeu em velocidade, driblou Matheus Cavichioli fora da área e finalizou, mas o zagueiro fez o corte antes de a bola entrar.

Ademir perde a grande chance

O América poderia ter saído de campo com a vitória, mas Ademir desperdiçou a chance da partida. Nos acréscimos, o camisa 10 arrancou pela esquerda, invadiu a área e finalizou para fora, na saída de João Ricardo. Ele tinha duas opções de passe na grande área.

Situação na tabela

Com o empate, os dois times vão a 50 pontos. O Ceará é o 9º colocado, enquanto o América fica na 8ª posição por ter uma vitória a mais e estaria classificado no momento para a fase preliminar da Libertadores.

Próximos jogos

Ceará e América voltam a campo na próxima quinta-feira (9). Pela 38ª e última rodada do Brasileirão, o Vovô visita o Palmeiras no Allianz Parque, enquanto o Coelho recebe o São Paulo no Independência.

Ficha técnica

GOLS: não houve gols

CEARÁ: João Ricardo; Igor, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco (Kelvyn); Fabinho (Marlon), Fernando Sobral e Vina; Mendoza, Lima (Rick) e Jael (Yony Gonzalez) (Cléber). Técnico: Tiago Nunes

AMÉRICA: Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Anderson e Marlon (João Paulo); Lucas Kal, Juninho e Juninho Valoura (Fabrício Daniel); Ademir, Felipe Azevedo (Zé Ricardo) e Mauro Zárate (Rodolfo). Técnico: Marquinhos Santos