<
>

Ancelotti diz que gostaria de ser como Vinicius Jr., Benzema ou Haaland se voltasse a jogar e explica motivo

Técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, concedeu entrevista coletiva em tom bem humorado nesta sexta-feira, um dia antes do jogo deste sábado, contra a Real Sociedad, por LaLiga


O técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti, concedeu entrevista coletiva em tom bem humorado nesta sexta-feira, um dia antes do jogo deste sábado, contra a Real Sociedad, por LaLiga.

Em certo momento, o italiano foi questionado sobre qual atleta do futebol atual ele gostaria de ser igual caso voltasse a jogar profissionalmente.

O Real Madrid volta a campo neste sábado (04), às 17h (de Brasília), contra a Real Sociedad, por LaLiga, com transmissão ao vivo pela ESPN no Star+

Aos risos, Carletto não fugiu da pergunta, disse três nomes e explicou o motivo.

"Eu gostaria de ser um atacante. Como Vinicius Jr., Benzema ou Haaland", afirmou.

"O que faltou na minha carreira (de jogador) foram os gols", brincou.

Ancelotti foi um excelente meio-campista nos tempos de jogador, atuando por Parma, Roma e Milan durante a carreira, que durou de 1976 a 1992.

Ele ganhou muitos títulos, principalmente pelos rossoneri, mas de fato não colocou muitas bolas na rede.

Somando equipes e seleção italiana, Carletto fez 468 partidas e foi às redes apenas 42 vezes.

De seus tentos, 13 foram pelo Parma, 17 pela Roma, 11 pelo Milan e 1 pela Azzurra.

As taças, porém, encheram seu armário durante a carreira.

Pelos giallorossi, o meio-campista faturou um Italiano e quatro Copas da Itália. Já pelos rubro-negros, ele ganhou mais dois Italianos, uma Supercopa da Itália, duas Champions, uma Supercopa da Uefa e um Mundial de Clubes.