<
>

Corinthians: Róger Guedes 'entrega' família gremista e diz como clube encara partida que pode rebaixar gaúchos

Atacante do Corinthians deixou claro que o foco da sua equipe está apenas na vitória e ainda comentou sobre as declaraçõs do técnico do Grêmio Vagner Manini sobre o confronto de domingo (5) ser uma "guerra"


No próximo domingo (5), na Neo Química Arena, Corinthians e Grêmio se enfrentam pelo Brasileirão, em confronto que pode confirmar o eventual rebaixamento dos gaúchos. E nesta sexta-feira (3), durante entrevista coletiva, o atacante do Timão Róger Guedes falou sobre a próxima partida da sua equipe.

Em busca de assegurar vaga direta à próxima edição da Conmebol Libertadores, o Corinthians precisa de só mais uma vitória para alcançar o objetivo. E segundo o atacante de 25 anos, apesar da permanência do Tricolor também estar em jogo no confronto, o foco dos paulistas está somente nos três pontos.

"Para a gente é três pontos, é nosso objetivo maior na temporada que é classificar direto na Libertadores. A euforia a gente deixa para fora de campo, só estamos pensando nestes três pontos contra o Grêmio", começou por dizer.

Uma eventual vitória deixará o Corinthians e sua torcida eufóricos com a vaga na competição continental, mas por outro lado, uma possível queda do Grêmio também deixará a família de Róger Guedes bastante chateada. Isso porque, segundo confissão do camisa 123 do Timão, toda ela torce para o clube gaúcho.

"Não vou mentir não, não torcia para o Corinthians, minha família inteira é gremista. Mas tinha carinho pelo Corinthians, tinha essa vontade de jogar aqui, meus empresários sabiam, neste ano tive outras propostas, mas queria vir ajudar o Corinthians, era um sonho que eu tinha", revelou Guedes.

Por último, o atacante corintiano ainda comentou sobre as declarações do técnico do Grêmio Vagner Mancini sobre o confronto, afirmando que a partida será uma "guerra". O ex-técnico do Timão ainda falou sobre a Fiel, e deixou claro que a torcida não entrará em campo. Róger evitou qualquer polêmica, mas respondeu.

"A Fiel é nosso 12º jogador, acho que ficou bem claro que em casa temos apoio maior, é normal, a torcida é diferencial de todas as outras. Vi a entrevista do Mancini que vai ser uma guerra, mas a euforia fica fora de campo, tem uma pequena rixa do passado, mas fica com eles, o que nos importa são os três pontos, sabemos que o Grêmio briga contra o rebaixamento, mas só queremos os três pontos para classificar na Libertadores", finalizou.

Em 2007, na última rodada do Brasileirão daquele ano, Grêmio e Corinthians empataram em 1 a 1 no antigo Estádio Olímpico, em Porto Alegre, e o resultado acabou rebaixando os paulistas à Série B. Passados 14 anos, agora são os gaúchos que podem sofrer a queda contra o Timão.