<
>

Conmebol batiza estrela no céu de Maradona e divulga vídeo emocionante; assista

Entidade máxima do futebol sul-americano prestou homenagem emocionante ao D10S através das redes sociais e em evento nesta quinta (25), em Montevidéu, no Uruguai, palco da decisão da Conmebol Libertadores 2021 entre Palmeiras x Flamengo, no sábado (27)


Nesta quinta-feira (25) a morte do astro argentino Diego Armando Maradona completou um ano, e a Conmebol prestou uma homenagem para ficar marcada. Em seu perfil oficial nas redes sociais, a entidade máxima do futebol sul-americano batizou uma estrela no céu com o nome do jogador, para que ele continue brilhando mesmo após o seu adeus.

A Conmebol produziu um vídeo emocionante, que começa em Villa Fiorito, em Buesnos Aires, onde Maradona nasceu, e termina com a indicação exata das coordenadas geográficas da estrela batizada: RA: 12h 08m 21.5s DEC: -50° 50' 16.8".

"Seus dribles iluminaram todos os campos, sua genialidade deslumbrou o planeta. Brilhou com luz própria, foi o mais resplandecente dos astros. Agora uma estrela terá seu nome: Maradona. Brilhou na terra e continuará brilhando no céu", dizem algumas frases inseridas no vídeo.

A Conmebol também realizou um evento nesta quinta, em Montevidéu, no Uruguai, palco da decisão da Conmebol Libertadores 2021, no próximo sábado (27), entre Palmeiras x Flamengo, no Estádio Centenário, com transmissão ao vivo pelo FOX Sports e pela ESPN no Star+, para relembrar do astro.

Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, se fez presente para prestigiar o evento, assim como o ex-meia Jorge Burruchaga, que jogou ao lado de Maradona na seleção argentina e marcou o gol do título da Copa do Mundo de 1986, no México, conquistado em parceria com D10S.

O ex-companheiro de Maradona falou no evento e lembrou da convivência com o astro e do privilégio que teve de poder atuar ao lado de um jogador tão emblemático.

"Tive a oportunidade de compartilhar momentos enormes com ele, um gênio como jogador. Com ele, parecíamos criança vendo o artista que ele era com a bola nos pés. Era um líder, capitão, um gladiador que nos ajudou a ganhar o mundo”, disse durante o evento.

Quem também se manifestou foi o ex-goleiro Nery Pumpido, que também foi campeão no México com Maradona, e se emocionou. Num primeiro momento, o ex-jogador sequer conseguiu falar por conta da emoção, mas retornou e prestou homenagem.

"Compartilhei tanta coisa com Diego, não apenas futebol. Sempre digo que ele era feliz com as coisas mais sensíveis da vida, as pequenas coisas. Diego foi o melhor de todos”, disse.

Além deles, os também ex-jogadores e companheiros de Maradona Ricardo Giusti, Oscar Ruggeri e Sergio Batista se fizeram presentes no evento.

Maradona morreu em 25 de novembro de 2020, na Argentina, após sofrer um infarto enquanto dormia. O jogador ainda teve insuficiência cardíaca, seguida de um edema agudo no pulmão. Seu corpo foi velado na famosa Casa Rosada, em Buenos Aires, sede do governo argentino, e contou com a presença de milhares de pessoas. As homenagens continuam até hoje.