<
>

Presidente do Palmeiras revela como foi conversa para não vender Dudu e 'promessa' que o convenceu a ficar: 'É um ídolo'

Mauricio Galiotte revelou como foi a conversa com Dudu, ainda em 2018, para pedir ao atacante que não aceitasse oferta da China


Em 2018, o Palmeiras conquistou o Campeonato Brasileiro pela 10ª vez em sua história. Peça-chave do título daquele ano, Dudu por pouco não teve um destino completamente diferente e que seria traçado do outro lado do planeta.

O fã do esporte acompanha a decisão da Conmebol Libertadores entre Palmeiras e Flamengo, neste sábado (27), às 17h, com transmissão ao vivo e com exclusividade na TV fechada no FOX Sports e pela ESPN no Star+.

Destaque do Palmeiras desde 2015, Dudu foi alvo constante do futebol da China, que contava com grande aporte financeiro na época e fazia do Brasil um grande 'celeiro de contratações'.

O craque foi alvo de ofertas da China desde o final de 2017. Porém, em julho de 2018, o próprio atacante procurou Mauricio Galiotte e informou ao presidente que havia recebido uma proposta 'irrecusável' do Shandong Luneng, de 15 milhões de euros, na época cerca de R$ 67 milhões.

Em entrevista exclusiva à TV Palmeiras, o mandatário contou como foi o processo de convencimento ao camisa 7 pela permanência de Dudu e a manutenção do planejamento que estava em curso.

"Em julho de 2018, o Dudu me procurou e disse que tinha uma proposta da China. Uma proposta muito interessante para ele, que ele queria essa oportunidade. Falei para ele naquele momento: 'Dudu, hoje o Palmeiras precisa de você, precisa que você ajude a ganhar o título. Vou pedir para você abrir mão dessa proposta. Fica conosco, nos ajude a conquistar'. Fomos campeões, e ele, o melhor jogador do campeonato. 'Em outra oportunidade, você tem minha palavra de que vou tentar de alguma maneira poder te atender'. O Dudu gosta muito do Palmeiras, é identificado com o clube, um ídolo, e aceitou", disse o presidente.

Ao final daquele ano, Dudu foi eleito o melhor atacante e craque do Campeonato Brasileiro. O título, que completa exatos três anos nesta quinta-feira (25), foi conquistado após vitória por 1 a 0, em cima do Vasco da Gama, em São Januário.