<
>

Barcelona: jornal diz que Coutinho é 'insustentável', pede saída e ironiza: 'Passaram pela sua frente crianças sem barba'

Meia brasileiro aqueceu até o último minuto do empate em 0 a 0 com o Benfica, pela Champions League, nesta terça (23), mas não foi colocado em campo pelo técnico do Barcelona Xavi Hernández. Jornal Sport ironizou o jogador e pediu sua saída do clube


Após o jornal As apontar claros sinais de desconfiança de Xavi em relação a Coutinho, foi a vez de outro veículo espanhol tratar a permanência do brasileiro no Barcelona como insustentável.

O Barcelona volta a campo no próximo sábado (27), às 17h, para compromisso fora de casa contra o Villarreal, por LaLiga, com transmissão AO VIVO pela ESPN no Star+.

Após a partida contra o Benfica, no empate por 0 a 0 pela Champions League e que o meia não saiu do banco, o Sport, tradicional jornal da Catalunha e que cobre diariamente o Barcelona, ironizou os poucos minutos que o brasileiro tem em campo.

"O jogador mais caro do Barça, aquele que mais ganha, é a carne de banco e já passaram pela sua frente crianças sem barba, em quem o treinador deixa claro que confia mais", começou por afirmar o periódico.

"Não foi à toa, mas Xavi teve de fazer malabarismos para não o colocá-lo diante do Benfica. Teve que mudar o sistema, colocar um lateral-esquerdo de extremo e nem mesmo com quatro jogadores no centro de campo teve espaço um jogador que tira dez milhões limpos por temporada".

Em seguida, o jornal foi ainda mais duro e mostrou ceticismo quando uma mínimia recuperação do bom futebol de Coutinho.

"Sinceramente, a possibilidade dele se recuperar, não mais ao melhor Coutinho, mas simplesmente a um Coutinho minimamente aceitável, parece remota. Ele não tinha a confiança de Koeman e não tem a de Xavi. E então a situação é insustentável, não se pode aguentar mais um minuto. É a contratação mais cara da história e, após a saída de Messi e Griezmann, a mais bem paga da equipe".

Desde a chegada de Xavi, Coutinho atuou em apenas 20 minutos sob o seu comando e nada mais. O brasileiro, que tem contrato com o Barça até junho de 2023, vinha sendo utilizado pelo ex-treinador Ronald Koeman. Na atual temporada, o meia disputou 12 jogos e anotou um gol.