<
>

Tite detona VAR por 'ignorar' cotovelada em Raphinha e revela 'surpresa' com recepção na Argentina: 'Fora dos padrões'

Técnico da seleção brasileira fez forte desabafo após a arbitragem do clássico entre Argentina x Brasil mandar lance de cotovelada de Otamendi no atacante seguir


Nesta terça-feira (16) o Brasil empatou em 0 a 0 com a Argentina, em San Juan, pelas eliminatórias para a Copa do Mundo, e manteve sua invencibilidade, agora com 11 vitórias e dois empates na disputa. Porém, após a partida, o foco do técnico Tite na coletiva de imprensa foi outro: a cotovelada dada pelo zagueiro argentino Nicolás Otamendi em Raphinha, 'ignorada' pela arbitragem.

Aos 33 minutos do primeiro tempo, o defensor acertou o rosto do atacante brasileiro, que inclusive ficou sangrando após o lance. E mesmo depois do árbitro, Andrés Cunha, conversar com o VAR, nada foi dado, e o jogo prosseguiu.

E para Tite, o VAR errou ao simplesmente 'ignorar' o lance, que se corretamente marcado resultaria em cartão vermelho para Otamendi.

"É realmente impossível não ver a cotovelada. Quem quer ter isenção na análise, ela é muito clara. Isso é determinado pelo estádio do jogo? Não sei. Grande jogo entre os dois. Tradição, qualidade técnica. Agora, tem um componente que tem que ser igual. Para quem tem o discernimento de ver", começou por dizer.

"Árbitro de alto nível de VAR não pode trabalhar dessa forma, isso e inconcebível, não é o termo que eu queria dizer, é porque sou educado", complementou.

Por outro lado, Tite também aproveitou a mesma resposta para fazer um agradecimento em especial à cidade de San Juan, que recebeu ele - e a todos da seleção - da melhor maneira posível.

"Assim como o agredecimento à cidade de San Juan, a forma educada que nos recebeu, eu não tive um insulto enquanto estuive no banco de reservas. Fora dos padrões normais. Muito obrigado, San Juan, por perceber e respeitar o profissional e todos nós", finalizou.

Líder isolado das eliminatórias com 35 pontos, o Brasil já está classificado para o Mundial do Catar em 2022. Agora, a equipe de Tite só volta a campo pela disputa no dia 27 de janeiro, em Quito, quando encara o Equador, pela rodada 15.