<
>

Barcelona avança por Xavi na vaga de Koeman; veja o que separa treinador do clube catalão

Segundo apuração da ESPN, Joan Laporta, presidente do Barcelona, conversará nesta quinta-feira (28) com Xavi Hernandez, ex-jogador do clube, para negociar sua contratação como treinador após a demissão de Ronald Koeman


Joan Laporta conversará com Xavi Hernandez nesta quinta-feira (28) sobre o cargo de técnico do Barcelona após a saída de Ronald Koeman, segundo fontes confirmaram à ESPN.

O holandês foi demitido após a derrota por 1 a 0 para o Rayo Vallecano, que deixou a equipe em nono lugar de LaLiga, acumulando três derrotas nos últimos quatro jogos do campeonato.

O técnico do Al Sadd, Xavi, que fez 767 partidas pelo clube como atleta, rapidamente emergiu como a primeira opção para o cargo. O presidente do Barça está interessado em ouvir sobre quais seriam suas demandas para assumir o posto.

Fontes disseram à ESPN que as conversas deverão se concentrar naquilo que Xavi pensa em termos de equipe técnica e reforços, mas que os termos pessoais para um acordo não devem ser um problema.

O Barcelona designou Sergi Barjuan como interino para o jogo do próximo sábado (30), contra o Alavés, em partida que terá transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.

Xavi sempre deixou claro que seu sonho é voltar ao Barcelona como treinador. O ex-jogador deixou o clube em 2015 para atuar no Al Sadd, do Catar, onde passou quatro anos como atleta antes de ser anunciado como técnico em 2019.

Desde que assumiu, o ex-meio-campista conduziu o clube a sete troféus, incluindo um título da liga. Eles venceram sete das sete partidas da Qatar Stars League na atual edição e estão invictos há 34 jogos, desde a temporada anterior.

O ídolo catalão já havia sido sondado para o cargo pelo ex-presidente Josep Maria Bartomeu em 2020, quando Ernesto Valverde foi demitido. No entanto, ele recusou porque o momento não era adequado. Quando Quique Setien foi demitido no mesmo ano, Xavi estava novamente entre os favoritos, mas Bartomeu optou por Koeman.