<
>

Ex-São Paulo, Centurión vive nova polêmica na Argentina e dispara sobre técnico: 'Não temos muito diálogo'

Atacante decepcionou em passagem pelo Morumbi em 2015


O atacante Ricardo Centurión, que atuou no São Paulo em 2015, se envolveu em mais uma polêmica, desta vez no Vélez Sarsfield, clube em que defende atualmente.

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Boca Juniors, no último domingo (24), pelo Campeonato Argentino, que tem transmissão pela ESPN no Star+, o jogador não fez questão de esconder a sua insatisfação com a falta de oportunidades na equipe comandada por Mauricio Pellegrino.

Com raiva por ter não ter entrado na partida, ele desceu para o vestiário de cabeça baixa e sem comemorar com os companheiros.

Em entrevista à ESPN, Centurión foi sincero sobre sua relação com o treinador.

“Com Mauricio nos falamos uma ou duas vezes, não temos muito diálogo. Eu o respeito muito, respeito suas decisões mas às vezes é difícil estar de acordo com todas as decisões. Ele é o treinador e eu tenho que manter a calma, seguir trabalhando para demonstrar que tenho que jogar e que estou preparado’’, disse o atleta antes de completar:

“Minha tristeza é comigo mesmo por não ter os minutos que necessito dentro de campo, mas tudo bem, vou continuar trabalhando. Tenho que ter paciência, tenho experiência com esse tipo de coisa e quando isso passar, tenho que estar preparado’’, desabafou o argentino.

Em sua passagem pelo Tricolor do Morumbi, o atacante disputou 24 jogos, marcou dois gols e deu duas assistências. Depois, foi emprestado ao Boca, onde foi destaque. No entanto, após se envolver em uma briga em uma casa noturna, o clube argentino desistiu de contratá-lo em definitivo. Até que em 2017, o São Paulo conseguiu vendê-lo ao Genoa por quase R$ 13 milhões na época.