<
>

A acusação feita por Real Madrid, Barcelona e Juventus à Uefa e Fifa

Real Madrid, Barcelona e Juventus acusam a Uefa e a Fifa de ''monopólio'' ao impedirem a criação da Superliga


Os remanescentes da Superliga, Real Madrid, Barcelona e Juventus, acusam a Uefa e a Fifa de formarem um ''monopólio'' para impedirem a criação de um torneio ''rival''.

De acordo com informações divulgadas pelo jornal britânico Financial Times, os três clubes planejam entrar com ações judiciais, uma vez que, para eles, as entidades violam as regras de competições da União Europeia.

Ainda segundo o diário, uma empresa com sede na Espanha, que representa os clubes da Superliga, vai pedir ao Tribunal de Justiça da União Europeia para julgar se a Uefa pode continuar aplicando multas aos clubes, enquanto lucra com a organização de torneios como a Champions League e a Europa League.

"Eles mantêm e defendem ferozmente uma posição monopolística no futebol europeu que vai contra as leis da concorrência", afirmam os documentos judiciais obtidos pelo jornal.

Uma vitória, neste caso, permitiria que Barça, Real e Juve tivessem mais controle financeiro das competições que disputam.

A Superliga foi criada em abril deste ano, mas fracassou dias depois após a repercussão negativa. Desde o anúncio oficial, o projeto foi rechaçado quase que de maneira unânime por clubes, governos dos países envolvidos, além da não aprovação por parte da torcida dos times.

Real Madrid e Barcelona voltam a campo nesta quarta-feira por LaLiga, com transmissão AO VIVO pela ESPN no Star+. A equipe catalã visita o Rayo Vallecano, às 14h (de Brasília). Mais tarde, às 16h30, o time merengue recebe o Osasuna.

A Juventus, por sua vez, enfrenta o Sassuolo, no mesmo dia, às 13h30 (de Brasília), pelo Campeonato Italiano, também com transmissão pela ESPN no Star+.