<
>

Premier League passa lei 'anti Newcastle e Manchester City' que pode mudar o mercado

Lei impede clubes de terem patrocínio associados a seus proprietários


Os clubes da Premier League aprovaram uma regra temporária na segunda-feira para impedir os times de fazer acordos de patrocínio com empresas ligadas a seus proprietários, disseram fontes à ESPN, em uma medida que pode restringir os novos proprietários sauditas do Newcastle.

Relatado pela primeira vez pelo jornal "The Guardian", Newcastle e Manchester City foram os únicos dois clubes a votarem contra as propostas, que vigorarão por um mês. A equipe jurídica do Newcastle argumentou que a emenda é ilegal.

As regras do Fair Play Financeiro estabelecem que os clubes devem restringir seus gastos com base em suas receitas - o que inclui acordos de patrocínio. No entanto, patrocínios envolvendo empresas ligadas a proprietários de clubes estão sendo investigados, com o City enfrentando uma investigação da Premier League sobre o acordo com a Etihad Airways, empresa dos Emirados Árabes Unidos.

O City, que pertence ao xeque Mansour de Abu Dhabi, negou qualquer irregularidade.

No início deste mês, uma aquisição do Newcastle liderada pela Arábia Saudita foi concluída com o Fundo de Investimento Público (PIF) comprando o clube da Premier League do proprietário anterior Mike Ashley em um negócio no valor de pouco mais de £ 300 milhões.

A Premier League, que sofreu pressão para vetar o acordo no ano passado, disse que recebeu garantias "juridicamente vinculativas" de que havia uma separação clara entre a PIF e o reino da Arábia Saudita, apesar da PIF ser presidida pelo príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman .

Os novos proprietários do clube viram sua primeira partida da liga no domingo, na derrota por 3 a 2 para o Tottenham, em St James 'Park.