<
>

Jornal detona Barcelona e diz que estrela é 'castigada' no clube: 'Pela Espanha, se transforma por completo'

Sergio Busquets foi um dos melhores jogadores da última Nations League com a seleção espanhola, ajudando a equipe a ser vice-campeã


Em coluna publicada nesta segunda-feira no jornal Marca, o jornalista José Félix Díaz criticou o Barcelona por não estar dando oportunidade a Sergio Busquets de demonstrar seu verdadeiro futebol nos últimos meses.

Na visão de Díaz, o meio-campista "se transforma" por completo quando veste a camisa da seleção da Espanha.

Busquets volta a campo com o Barcelona por LaLiga em 17 de outubro, às 16h (de Brasília), contra o Valencia, com transmissão pela ESPN no Star+

Prova disso é que, na opinião do jornalista, o veterano foi o melhor jogador das semifinais e da final da Liga das Nações, que terminou com a Roja sendo vice-campeã, perdendo a final para a França por 2 a 1.

"No Barcelona, Busquets é a imagem viva do desespero. Chega atrasado nas jogadas, parece não encontrar seu lugar e se perde na 'zona de ninguém'", apontou o colunista.

"Na seleção, ele é outro, como demonstrou na Eurocopa e na Nations League. Sua metamorfose deixa latente o que é o Barcelona atual, que tornou seus bons jogadores completamente prescindíveis", seguiu.

"Tanto contra a Itália como contra a França, Busquets, que foi o MVP da fase final da Liga das Nações, voltou a demonstrar que, enquanto ninguém disser o contrário, não há melhor meio-campista que ele para a seleção, porque, ao vestir-se de vermelho, ele se transforma por completo", argumentou.

"Contra uma seleção fisicamente forte como a França, Busquets fez o que faz de melhor, que é tomar conta da bola e dar sentido ao futebol de sua equipe, algo que ele não consegue fazer no Barcelona. Além disso, ele também se atraveu a pisar a área riva e criar chances de perigo", completou.

Busquets joga pela seleção espanhola desde 2009 e conquistou a Copa do Mundo 2010 e a Eurocopa 2012 com a equipe.

Já pelo Barça, o meio-campista de 33 anos joga na equipe principal desde 2008 e também faturou uma penca de títulos, sendo um dos protagonistas da famosa "meiúca" que ainda contava com Xavi e Iniesta.