<
>

Após derrota para o Athletico-PR, Felipão defende padrão na escalação: “Não pode mudar toda hora”

Neste domingo, o Grêmio perdeu para o Athletico Paranaense por 4 a 2, em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o confronto, disputado na Arena da Baixada, o técnico do Tricolor, Luiz Felipe Scolari, concedeu entrevista coletiva. Ele citou a importância de manter um padrão na escalação, a partir de uma sequência de jogos.

“Se tenho que mudar a todo momento que vai bem ou mal, é porque não tenho uma sequência. Estou procurando, dentro do meu time, uma sequência normal de partidas, em que eu possa estabelecer um critério tranquilo. Posso, jogando em casa, modificar no máximo um jogador. Tenho que trabalhar durante a semana, colocar aos nossos jogadores como joga a equipe adversária”, disse.

“A gente tem que ir analisando e colocando as coisas nos seus devidos lugares, para ver se encontra uma sequência. Não pode mudar toda hora. Se você tem um resultado positivo, está tudo certo; se tem um negativo, está tudo errado. Algumas coisas devem ser corrigidas e provavelmente serão nessa semana”, completou.

Por fim, o treinador afirmou, de forma irônica, que não pretende praticar, necessariamente, um futebol que vise o ataque: “O Grêmio foi ofensivo: fez dois pontos em 24. Foi maravilhoso. Temos que ser equilibrados. Se formos até o fim, saímos [do Z-4]. Temos que somar os pontos necessários, ter atuações corretas no decorrer do campeonato.”

“Não vamos pensar de acordo com o que pensam A e B, mas sim com o que pensamos e com o que o grupo nos dá, para ver se a gente consegue melhorar. Eu vejo a semana toda e acho que tenho que escalar aquele time. Jogamos com Flamengo fora, ganhamos. Jogamos com Athletico-PR fora, perdemos. Agora, vamos jogar duas em casa e temos fazer os pontos necessários para a gente respirar”, concluiu, mencionando os próximos confrontos do Tricolor Gaúcho.

Com 22 pontos após 20 partidas disputadas, o Grêmio é o 18º colocado do Brasileirão. A equipe volta a campo no próximo domingo, às 20h30 (de Brasília), quando recebe o Sport em Porto Alegre.