<
>

Série B: em jogo marcado pelo VAR, Nenê volta a marcar, Vasco vence o Brusque e encurta distância para o G-4

play
Padre vascaíno benze São Januário em dia de jogo pela Série B; VEJA! (0:32)

Vasco e Brusque se enfrentam nesta sexta-feira, pela Série B, fora do Rio de Janeiro | @padrejulinho (0:32)

Nesta sexta-feira (24) o Vasco voltou a triunfar na Série B. Jogando no Estádio Augusto Bauer, o Cruz-Maltino venceu o Brusque fora de casa por 1 a 0, pela rodada 26, e somou três pontos importantes na briga pelo acesso à Série A, encurtando a distância para o G-4 da competição. O meia Nenê anotou o único gol do jogo.

Logo aos 5 minutos do primeiro tempo, o Brusque balançou as redes com Nonato, após confusão na área. Entretanto, após revisão no VAR, foi constatado impedimento no lance e o gol foi anulado. A decisão foi tomada após uma longa espera, que demorou quase cinco minutos.

O Vasco começou a jogar melhor a partir da segunda metade do primeiro tempo, quando passou a ter maior posse de bola e a criar oportunidades.

Após os 40 minutos, o VAR voltou a entrar em ação mais duas vezes, ambas com polêmica.

A primeira, em lance que terminou com expulsão do lateral-direito do Vasco Léo Matos. O árbitro, depois de analisar a jogada e avaliá-la, mostrou o cartão vermelho para o defensor, por conta de uma cotovelada, que considerou intencional, em jogador do Brusque, após cobrança de escanteio a favor do Cruz-Maltino. Com isso, o Vasco passou a contar apenas com 10 homens em campo.

Em seguida, após novo gol marcado pelo Brusque, desta vez por Jhon Cley aos 45 minutos.Depois de revisão, foi marcado impedimento no lance e o tento, por sua vez, anulado.

O primeiro tempo, por sua vez, terminou zero no placar, 0 a 0, mesmo com acréscimo de oito minutos.

Na etapa final, mesmo com um a menos e sofrendo com o estado do gramado do Estádio Augusto Bauer, o Vasco chegou à vitória com gol de Nenê, aos 10 minutos. O camisa 77 recebeu cruzamento açucarado do lateral Zeca e, de primeira, estufou as redes, marcando um belo gol.

Aos 38 minutos, Fernando Diniz ensaiou substituição de Nenê por figueiredo, mas o meia bateu o pé e disse que permaneceria em campo. Desta forma, ele seguiu no jogo até o fim.

Com o resultado, o clube carioca não só voltou a vencer na Série B, após quatro rodadas, como o técnico Fernando Diniz venceu a primeira desde a sua chegada. Nos dois primeiros jogos, empates com CRB e Cruzeiro.

O Brusque, por sua vez, chegou ao 12º consecutivo sem vitória na competição. O último triunfo foi em julho, por 3 a 0 sobre o Confiança, em casa.

Brusque punido com a perda de pontos na Série B

Antes de entrar em campo nesta sexta, o Brusque foi punido pelo STJD com a perda de três pontos na Série B e o pagamento de multa no valor de R$ 60 mil por conta do caso de injúria racial envolvendo o meia do Londrina Celsinho, em partida contra o clube catarinense no dia 28 de agosto, pela rodada 21.

O clube catarinense ainda pode recorrer da decisão, mas chegou para o compromisso contra o Vasco com 26 pontos e em 16º na tabela, à beira da zona de rebaixamento para a Série C.

Situação do campeonato

Com a vitória, o Vasco foi a 37 pontos e subiu para 7º na tabela de classificação. A distância para o G-4 caiu, provisioriamente, para sete pontos. Entretanto, se o atual quarto colocado, CRB, vencer o Avaí em casa, neste sábado (25), o Cruz-Maltino voltará a ficar a 10 pontos da zona de acesso para a Série A.

O Brusque, por sua vez, segue com 26 pontos (por conta de punição junto ao STJD), em 16º, e a apenas um ponto do Vitória, que abre a zona da degola.

O cara: Nenê

O camisa 77 do Vasco estufou as redes no segundo tempo e anotou o gol da vitória do clube carioca, anotando o segundo gol desde o retorno a São Januário. Em três jogos, já são dois gols e uma assistência.

Foi mal: arbitragem

No primeiro tempo, a arbitragem ofuscou os jogadores em campo com decisões polêmicas, mesmo após a revisão junto ao VAR, e se mostrou confusa. No intervalo, o capitão do Vasco Leandro Castan criticou bastante a expulsão de Léo Matos, considerando-a injusta e não-intencional. Os jogadores do Brusque, por sua vez, reclamaram bastante do gol anulado de Jhon Cley, que segundo os mesmos não estaria impedido no lance.

Próximos Jogos

O Cruz-Maltino volta a campo, pela Série B, na segunda-feira (27), quando recebe o Goiás em São Januário, pela rodada 27. Para a partida no Rio de Janeiro, foi liberada uma carga total de 7.700 ingressos.

O Brusque, por sua vez, só tem compromisso na quarta-feira (29), quando encara o Brasil de Pelotas, fora de casa, pela mesma rodada.

Ficha Técnica

Brusque 0 x 1 Vasco da Gama

Gols: Vasco: Nenê (10' 2ºT)

BRUSQUE: Ruan Carneiro; Toty (Tony), Claudinho (Lanson), Éverton Alemão e Airton; Nonato (Edílson Júnior), Rodolfo Potiguar, Maurício (Fio), Jhon Cley (Diego Mathias) e Zé Mateus; Edu. Técnico: Waguinho Dias.

VASCO: Vanderlei; Léo Matos (expulso), Ricardo Graça, Leandro Castan e Zeca; Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel e Nenê; Morato (Wálber), Gabriel Pec (Romulo) e Germán Cano (Daniel Amorim). Técnico: Fernando Diniz.