<
>

Gabriel Jesus revela admiração por Lukaku, 'mágoa' com o Chelsea e como mudou de posição com o 'mister' Guardiola no City

play
Gabriel Jesus elogia Lukaku e admite 'mágoa' por derrota do Manchester City para o Chelsea na final da Champions League (0:52)

Manchester City de Gabriel Jesus encara o Chelsea neste neste sábado, às 8h30 (de Brasília), com transmissão AO VIVO e EXCLUSIVA para assinantes Star+ (0:52)

Gabriel Jesus se prepara para reencontrar o Chelsea com o Manchester City, neste sábado, às 8h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo e exclusiva para assinantes Star+ (clique aqui para saber mais). E o brasileiro admite: guarda uma certa “mágoa” dos rivais.

A principal cicatriz está na final da Champions League da última temporada, vencida pelos comandados de Thomas Tuchel. “Sempre tem aquela mágoa de ter perdido jogos importante, em casa, semifinal, final... Mas temos que deixar de lado e jogar para vencer, como sempre tentamos”, disse o atacante, em entrevista exclusiva à ESPN Brasil.

Ao analisar o próximo rival na Premier League, Jesus também revelou a admiração que tem por Romelu Lukaku, que comanda o ataque dos Blues após ser um dos reforços mais caros da última janela de contratações, trocando a Inter de Milão pela Inglaterra.

“Eles se fortaleceram com a chegada do Lukaku. É um jogador que gosto bastante, um goleador. Muito forte, fisicamente, tecnicamente... Eles se fortaleceram e vêm mais forte ainda contra a gente. Vamos respeitar o adversário, mas impor nosso ritmo.”

Apesar de gostar do futebol do centroavante do Chelsea, nesta temporada, Jesus tem sido menos um homem de referência na frente, como o belga, mas novamente um atacante de lado de campo. Algo que, segundo ele, começou a ser definido há algum tempo.

“Se você pegar meu começo no profissional, no Palmeiras, eu jogava de extremo esquerdo. Na base também, na seleção, Olimpíadas... Joguei de atacante e mudei para a ponta. Depois, com o Oswaldo (de Oliveira), Cuca, fui segundo atacante (no Palmeiras). Depois, fui virando primeiro. Na seleção também, as coisas aconteceram. Foi como vim para cá.”

play
2:03

Gabriel Jesus conta como mudou de posição no City depois de conversa com Guardiola: 'Na minha cabeça, sempre fui mais ponta do que centroavante'

Manchester City de Gabriel Jesus encara o Chelsea neste neste sábado, às 8h30 (de Brasília), com transmissão AO VIVO e EXCLUSIVA para assinantes Star+

“Mas, na minha cabeça, sempre fui mais ponta do que centroavante. Acho que com as minhas qualidades, ajudo mais de ponta do que centroavante. Venho jogando assim na seleção desde a Copa América. Não é novidade para mim, nem para muitas pessoas no Brasil. Mas aqui (na Inglaterra), sim. Talvez não acompanham tanto a seleção”, lembrou.

“Foi algo que surgiu. Voltei das férias, comecei a treinar assim e foi. Ano passado, surgiu uma conversa ou outra com o ‘mister’ sobre jogar de ponta e aconteceu. Mas tenho o leque de jogar aberto ou centralizado”, complementou, sobre Guardiola.

“Na verdade, ele não falou nada. Colocou para treinar e foi. Me sinto muito à vontade. Creio que ajudo mais o time do que por dentro. Fez bem por mim e vai fazer mais ainda.”

Nesta temporada, a primeira sem Sergio Aguero no City, Gabriel Jesus já marcou dois gols em seis jogos e distribuiu três assistências. Na última semana, ele ainda completou seu 200º jogo com a camisa azul da equipe de Manchester.

“Na crescente que o City vinha, e está ainda, é sempre um desafio muito grande. Chegar, jogar com grandes jogadores... Concorrer com um dos maiores, se não o maior, ídolo do clube, o Sergio. Um desafio que aceitei. E creio que venho fazendo bem.”

“O que o Sergio fez aqui ninguém vai fazer, mas creio que venho fazendo bem meu papel. Jogar meu futebol. Às vezes, não sai como a gente quer, mas acho que estou aproveitando bastante. Hoje estou adaptado, me sinto em casa.”