<
>

Daniel Alves vira ausência em convocação da seleção brasileira após ficar sem clube e ter futuro indefinido

Daniel Alves ficou de fora da lista de convocados pelo técnico Tite para defender a seleção brasileira nas partidas contra Venezuela, Colômbia e Uruguai, pelas próximas três rodadas de eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022.

Quem assumiu o posto na briga por uma vaga para o Mundial é Emerson Royal, que trocou o Barcelona pelo Tottenham na última janela de transferências.

Livre no mercado desde que acertou a rescisão de contrato com o São Paulo, justamente após ficar à disposição do time pentacampeão, o jogador tomou a decisão de não defender nenhum clube pelo menos até dezembro, já que não chegou a um acordo com nenhum time até esta sexta-feira (24), data limite para a inscrição de jogadores no Campeonato Brasileiro ainda em 2021.

Durante a entrevista a jornalistas após anunciar os convocados para os próximos dois jogos do Brasil, Tite revelou que conversou recentemente com lateral, e se mostrou na torcida para que o defensor encontre uma nova equipe para atuar.

“Na última convocação nós conversamos com ele particularmente e colocamos todos os aspectos que remetem à seleção brasileira. Eu tive um contato com o Dani por mensagem, e não vou dizer o que é, mas é sim uma torcida para que ele encontre seu melhor caminho, o quanto ele é importante não só para a seleção, mas para o futebol brasileiro”,

“Um jogador com a característica que tem, com a liderança que tem, com o trabalho que executa, com a longevidade mantendo-se em alto nível, a conquista de títulos que corrobora tudo isso. Então tem um respeito muito grande”.

“E tem a concorrência com os outros todos. E a gente fica torcendo para que essa situação seja conduzida o melhor possível que tenha luz, que encontre seu caminho, e que vá competir juntamente com Danilo, com Emerson, com Fagner, com Gabriel Menino, com Vanderson. Uma série de atletas que estão brigando pelo espaço”, disse o treinador.

O Brasil é líder isolado das eliminatórias da Conmebol, com 100% de aproveitamento em seis jogos disputados. O time do técnico Tite volta a campo no dia 7 de outubro, quando enfrenta a Venezuela, em Caracas. Três dias depois a seleção brasileira encara a Colômbia, em partida que será disputada em Barranquilla.

O time pentacampeão fecha a rodada tripla na Arena da Amazônia, dia 14 de outubro, contra o Uruguai.